UM DIA ESPECIAL

Nunca consegui ver esse dia como alguns veem

Um dia como outro qualquer…

Não importa se através da vidraça ele está nublado, chuvoso, friozinho

Ou se amanheceu claro, quente, ensolarado

Para mim o dia em que nasci sempre será especial

Como se fosse um dia só meu que, paradoxalmente, quero dividir com todos

Com bolo e velinha, com lembranças ou esquecimentos

Com presentes, presenças, ausências

Mensagens, orações, abraços e beijos, de longe ou de perto

É um dia só meu, especial!

Já o vivi com alegrias, risadas, lágrimas, faltas, fartura ou simplicidade

Sempre comemorei, com festas ou não

Ainda que só dentro de mim

Em paz comigo mesma, feliz ou nem tanto

Mas ele nunca deixou de ser um dia de reflexão, de sonhos e esperanças que se renovam

Um dia que sempre me levou à introspecção, à gratidão

Particularmente nesse ano em que muito perdi, vi tanta gente especial partir

Que muito abalaram meu existir …

Nesse dia, gostaria de ter todos que amo perto de mim

Mas, principalmente, sinto que eu mesma é que preciso estar comigo, em mim

Para poder curtir quem de mim se aproximar…

Independe o tempo lá fora, é sempre um convite ao mergulho

Aquele feito sem snoker, com pouco oxigênio, com coragem ou medo

Aquele mergulho que nos direciona para o fundo de nós…

E daí se completamos 5, 15, 50 ou 70 anos de vida?

O dia de nosso aniversário deve ser sempre motivo para comemoração e agradecimentos!

É sempre uma oportunidade de recomeçar…

Obrigada a todos vocês que tornam meu existir mais belo e prazeroso

Amo vocês!

Alda M S Santos