AMOR QUE FICA

Costumam me alertar: não se apegue demais

Você se envolve muito e depois sofre!

Num momento as pessoas estão bem, noutro podem não estar mais…

Um abraço carinhoso, um toque delicado

Um sorriso sincero e sofrido

O prazer num bom bate papo…

Atenção, companhia, amor desinteressado

E não sabemos quando podem ser os últimos…

Rapidamente são levados de nós pela doença, por males diversos

Pelas circunstâncias das quais não temos controle.

Eles têm me ensinado muito!

Independente de como a gente ou o outro esteja

Não dá pra ter medo de demonstrar amor e carinho

Receio de se entregar e se envolver.

Não sabemos quando aquele abraço, aquele olhar, 

Aquele toque, palavra, sorriso ou lágrima

 Podem ser um adeus!

E isso vale para convívios em qualquer idade ou estado de saúde

A única certeza que temos é a do hoje!

Amemos uns aos outros! Não amar também é sofrer

Só devemos nos afastar de quem amamos,

Quando nossa presença puder causar mais mal do que bem.

A saudade é a dor do amor que fica gravado na alma!

Alda M S Santos 

#carinhologos