QUANDO SOMOS FORTES?

Quando somos fortes?

Quando não temos dúvidas ou questionamentos, ou quando buscamos as respostas?

Quando somos pacientes e esperamos, ou quando vamos atrás do que queremos?

Quando somos fortes?

Quando resistimos às lágrimas, ou quando as deixamos rolar e lavar a alma?

Quando somos abertos e transparentes, ou quando nos escondemos atrás de nuvens cinzentas ou céu anil?

Quando somos fortes?

Quando confiamos, acreditamos, nos emocionamos, sofremos, ou quando, simplesmente, apagamos, mandamos embora, nos mantemos de pé? 

Quando somos fortes?

Quando sabemos que podemos cair e seguimos o caminho, ou quando evitamos certas vias para fugir dos tombos?

Quando sentamos e choramos esperando a dor passar, ou quando seguimos, na certeza que a vida corre, não espera a gente se recompor?

Quando somos fortes? 

Quando a fragilidade chega…

Alda M S Santos