Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

fragilidade

Impotência

IMPOTÊNCIA

Impotência diante de um mundo que parece girar tão rápido

Mas em tantas outras vezes parece tão estacionado

Impotência diante da dor do outro

Quando só nos cabe oferecer um abraço

Impotência diante de perdas irreversíveis

Quando só nos resta a dolorosa saudade

Impotência diante da esperança desbotada, sem cor

Quando falta tinta para pintá-la, renová-la, sem pudor

Impotência diante da própria inércia

Quando, cansados, quase desistimos

Quase caímos, quase entregamos os pontos

Quase…

Mas preferimos, como Fernando Sabino, fazer

“Da queda um passo de dança”

E seguir…

Alda M S Santos

Quando somos fortes?

QUANDO SOMOS FORTES?

Quando somos fortes?

Quando não temos dúvidas ou questionamentos, ou quando buscamos as respostas?

Quando somos pacientes e esperamos, ou quando vamos atrás do que queremos?

Quando somos fortes?

Quando resistimos às lágrimas, ou quando as deixamos rolar e lavar a alma?

Quando somos abertos e transparentes, ou quando nos escondemos atrás de nuvens cinzentas ou céu anil?

Quando somos fortes?

Quando confiamos, acreditamos, nos emocionamos, sofremos, ou quando, simplesmente, apagamos, mandamos embora, nos mantemos de pé? 

Quando somos fortes?

Quando sabemos que podemos cair e seguimos o caminho, ou quando evitamos certas vias para fugir dos tombos?

Quando sentamos e choramos esperando a dor passar, ou quando seguimos, na certeza que a vida corre, não espera a gente se recompor?

Quando somos fortes? 

Quando a fragilidade chega…

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: