Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

vazios

Vazios

VAZIOS
Podem ser várias as sensações de vazio
Ausência de preenchimento, vácuo,
incompletude
Uma fome dolorosa que não passa
Uma dor aguda que machuca
Desejo de esquecimento, de distrair a fome
Dormir, dormir, dormir
Mas quem dorme com fome?
Essa é a época da identificação de vazios
Seja pelas ruas da cidade
Nos bancos lotados das igrejas
Nos lares em festa
E nossos corações?
Também estão cheios?
A vista alcança ao longe…
O que vê? O que sente?
Vazio físico se preenche com presentes
Vazio emocional se preenche com presença
Vazio existencial preenche-se com encontros…
Com alguém especial, consigo mesmo, com Deus.
Enquanto houver vida, buscaremos preenchê-lo.
Alda M S Santos

Não pode faltar…

NÃO PODE FALTAR…

A vida é um eterno precisar
Que vamos aos poucos tentando educar
Buscando satisfação para não pirar
Mas há aquilo que não pode faltar
Cada qual sabe em si determinar
Não dá para deixar de sonhar
Tampouco de tentar realizar
Ficar sem abraçar não dá
Ou a vida é um eterno lamentar
Não dá para deixar de caminhar
Na natureza, na mata, bom lugar
Brincar, cantar, passear, namorar
Fazer amor não pode faltar
Não dá para deixar de rezar
Na fé conseguir se harmonizar
Na areia da praia poder relaxar
Dançar, sorrir, cantar, poetizar
E toda dor e tristeza extravasar
Uma amizade verdadeira para acalentar
Sem amigos não dá para ficar
Não dá para faltar o amor
Esse, sim, tem que a alma animar
E fazê-la no céu bem alto voar
Que para você não pode faltar?

Alda M S Santos

Lotado de vazios

LOTADO DE VAZIOS

Sentir-se cheio, estufado

Extravasando, repleto

Incompleto, porém

Lotado de vazios…

Espaços preenchidos

Mas nada que atenda

Às necessidades da alma

Cantinhos esquecidos

Escuros, carentes, sofridos

Lotado de vazios…

Urge uma faxina

Limpar, separar o que for eficaz

E os entulhos descartar

Guardar apenas o que trouxer paz

Abrir espaços, vazios evidenciar…

Somente assim será possível

Encher-se de amor e compaixão

Um coração tão sensível

E, assim, preencher os vazios da solidão…

Lotado de vazios?

Não, quero poder dizer

Lotado de amor!

Alda M S Santos

Incompletos

INCOMPLETOS

Seres humanos incompletos

Todos somos!

Crer-nos completos é uma falha

Seria o primeiro passo para a impossibilidade de crescer

A completude implicaria num ser sem espaços vagos

Sem capacidade de absorver algo novo

Somos incompletos no ser, no sentir, no agir

E a cada dia podemos sentir algo novo

A cada dia podemos agir de modo diferenciado

Para, a cada dia, podermos nos tornar um novo ser

Ainda assim, incompletos!

Preenchendo nossos vazios físicos, mentais, emocionais

Nossa alma é um espaço oco que vamos preenchendo

Com as coisas, sentimentos e pessoas que nos fazem bem

Infinitamente…

Alda M S Santos

E quando faltar…

E QUANDO FALTAR…

E quando sentir faltar a saúde, o bem-estar

Lembre-se do quanto ainda pode fazer por si mesmo

E quando faltar a energia, a disposição, o desejo de seguir

Lembre-se que a vida segue sempre, mesmo quando nos sentimos parados

E quando faltar um ombro, um colo, um sorriso amigo e sincero

Lembre-se de quem te amou, de quem te deu tudo que podia, retribua sempre

E quando faltar a gratidão, a solidariedade e compaixão

Olhe para os lados, veja seu irmão, lembre-se de estender a mão

E quando faltar a alegria, a esperança, a fé na humanidade

Lembre-se que Ele ainda acredita em nós, apesar de todas as decepções…

Quando faltar, lembre-se, concentre-se no amor Dele

Esse nunca falta! Nunca!

Alda M S Santos

O bem contido no mal

O BEM CONTIDO NO MAL

Em todo mal, se olhado com cuidado, se melhor observado

Há algo de bom que possa ser aproveitado

A luz não teria tanto brilho, se a sombra não amedrontasse

A liberdade só é tão almejada por quem já viveu qualquer tipo de prisão

A saúde é percebida como um bem maior quando sofremos qualquer dor

O silêncio é melhor sentido pós barulho intenso

O amor é indispensável a quem sofreu com indiferença

A paz é maior bênção onde já se viveu a guerra

Alimento e abrigo são presentes para quem viveu ao relento e passou fome

A vida tem maior valor quando vencemos a morte dia a dia

Sentimos melhor a presença

Onde antes houve ausência

O cheio só tem valor onde houve vazio

A percepção da falta mensura a fartura

A iminência da perda evidencia qualquer preciosidade

Faz-nos valorizar e ser gratos ao que temos…

Alda M S Santos

Quarto vazio

QUARTO VAZIO

Um quarto vazio a mais na casa

Um espaço “desocupado” na alma

Daqueles desocupados que ocupam muito espaço

E que parecem estar mais cheios que os demais.

Um quarto vazio a mais na casa

Um quarto vazio dentro de mim

Olho para ele, fecho a porta, prefiro não ver.

Dói menos.

Olho novamente, sou atraída,

Abro a porta, entro, sento na cama,

Relembro, sorrio, é bom, saudades…

E choro. Dói também.

Qualquer espaço vazio é muito ocupado

Preenchido por inúmeras lembranças.

Tatuadas na alma da gente

No quarto vazio dentro de nosso coração.

Alda M S Santos

Preenchimento e impenetrabilidade

PREENCHIMENTO E IMPENETRABILIDADE

Manter em nós todos os espaços preenchidos

Preferencialmente por sentimentos positivos,

Pessoas queridas e ações boas

Evita que sentimentos ruins,

Pessoas impróprias e atitudes negativas se apossem.

É a lei de Newton da impenetrabilidade:

Dois corpos não ocupam, ao mesmo tempo, o mesmo lugar no espaço!

Alda M S Santos

Felicidade Artificial

FELICIDADE ARTIFICIAL?

Nunca devemos incomodar uma “felicidade”,
Mesmo que pareça artificial,

Se não pudermos oferecer algo verdadeiro

E melhor em troca.

Alda M S Santos

Cheios de faltas

CHEIOS DE FALTAS

Tantas vezes parecemos cheios, repletos, transbordantes.
Mas podemos estar cheios de faltas, de vazios.

Sorrisos, aparentemente abertos, dentes à mostra. 

Podemos estar apenas tentando manter o equilíbrio, sem importar como.  

Ausências ocupam tanto espaço que enganam, como o ar em um balão,

E impedem algo mais produtivo de chegar.

Desocupar espaços ociosos ou pseudo-ocupados,

Tarefa tão árdua quanto necessária!

Alda M S Santos

Vazios 

VAZIOS

Vazio é incompletude, falta, desocupação

Espaço livre, desabitado, desprovido de conteúdo.

Tão cheio, nada falta, tudo tem…

É possível haver vazios onde há total preenchimento?

A falta de um espaço a preencher pode ser também um vazio?

Abarrotado, completo!

Mas será que ainda cabe mais alguma coisa?

Podemos condensar conteúdos, realocar ocupações.

São vazios ou apenas necessidades?

Vazios só nós preenchemos

Necessidades podem nos ajudar a atender.

Mas, o mais importante, é verificar o coração

Vazio ou completo é relativo

Num coração cheio sempre cabe mais um.

Coração vazio não cabe nada, não é boa morada,

Impróprio para a vida!

Alda M S Santos

Vazios

VAZIOS

Podem ser várias as sensações de vazio

Ausência de preenchimento, vácuo,

incompletude

Uma fome dolorosa que não passa

Uma dor aguda que machuca

Desejo de esquecimento, de distrair a fome

Dormir, dormir, dormir

Mas quem dorme com fome?

Essa é a época da identificação de vazios

Seja pelas ruas da cidade

Nos bancos lotados das igrejas

Nos lares em festa

E nossos corações?

Também estão cheios?

A vista alcança ao longe… 

O que vê? O que sente? 

Vazio físico se preenche com presentes

Vazio emocional se preenche com presença

Vazio existencial preenche-se com encontros…

Com alguém especial, consigo mesmo, com Deus.

Enquanto houver vida, buscaremos preenchê-lo. 

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: