Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

Dia das mães

Ela é poesia

ELA É POESIA
É poesia quando amamenta
Ou quando a dor acalenta
É poesia quando se faz ciumenta
E também quando brigas apascenta
É poesia quando o calor aumenta
Quando no frio é vestimenta
Ou quando acalma a tormenta
É poesia quando o mal afugenta
Quando a alegria fomenta
Ou quando por bem argumenta
É poesia quando a ordem regulamenta
Quando as emoções incrementa
Ou quando o corpo ornamenta
É poesia quando silenciosa, rabugenta ou barulhenta
É triste poesia quando viver sem eles tenta
É poesia quando de amor não se aguenta
É poesia, magia, de alegria a alma quase se arrebenta
É simplesmente, mãe
Sempre poesia, com vinte, trinta ou cinquenta
Alda M S Santos
Mais no meu blog vidaintensavida.com

Mamãe

MAMÃE

Não sei o que seria da minha vida sem ter a senhora por aqui

Sempre aí, mesmo demorando a atender essa campainha

Meio rabugentinha, lindinha, amorosa do seu jeito

Minha pequetita, cada vez menor, mais baixotinha

Que tudo é capaz pelos filhos, referência do nosso existir

Base e lembrança de tudo que somos

Muitos choram hoje a ausência de sua mãe

Por ela estar longe ou já noutro plano

Deus permita que possa estar aqui conosco para sempre

E, muito, muito obrigada por existir e ter escolhido ser minha mãe!

E peço a ele que me permita retribuir tão grande amor!

Te amo muito, muito, minha Bulita!

Alda

Amor divinamente lindo

AMOR DIVINAMENTE LINDO

Ser mãe de nossos filhos biológicos

Ser mãe de nossos filhos do coração

Ser mãe nesse mundo órfão de amor

O mundo precisa de amor divino

E o que mais se assemelha a Ele é o amor materno

Que todos possamos receber

Que todos possamos oferecer.

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: