Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

Atração

Paradoxal e intensa relação

PARADOXAL E INTENSA RELAÇÃO
Paradoxal encantamento e admiração
Associados a um medo gigantesco
Contraditória e intensa atração atrelada
À incapacidade de profunda proximidade e enfrentamento
Fascinante e envolvente como o canto de uma sereia
Assustadora como noite sem lua e estrelas
Chama, esfria e esquenta, encoraja e atemoriza
Atrai e repele, vai e vem
Tão necessária quanto o oxigênio
Tão completa, tão essencial
Amor incomparável
Doce ou salgada, parada ou corrente
Amor bandido, amor sem fim
Complexa essa minha relação
Jamais saberia viver sem ela
Mas nunca poderia mergulhar fundo nessas águas
Sob o risco de não mais voltar…
Vou, assim, “mergulhando”, mas com os pés firmes no chão…
Alda M S Santos

Fios invisíveis

FIOS INVISÍVEIS

Imagino a vida assim

Repleta de fios invisíveis saindo de nós

Em forma de energia e calor

Como as luzes de sensores infravermelhos

Em paralelas, diagonais, transversais

Perpendiculares,

Atraindo alguns, repelindo outros

Gerando luz ou descargas elétricas, curto-circuitos

Ligando seres afins, unindo pessoas

Conectando almas, acionando a vida que há em nós

Vida que precisa de recarga diária…

Conecte-se à fonte do amor!

Alda M S Santos

Quando o ímã é o carinho

QUANDO O ÍMÃ É O CARINHO

Nenhum ser vivo se aproxima de outro por acaso

Quando o ímã é o carinho

Não importa a espécie, classe filo, gênero

Origem, ordem, reino, família, habitat

Se anda, voa, se arrasta ou se não sai do lugar

Criatura atrai criatura

Vegetal ou animal, racional ou irracional

Afinidades que apenas são sentidas

Não se explica, se curte se sente falta!

Alda M S Santos

Mãos que se tocam

MÃOS QUE SE TOCAM

Todo amor começa e caminha por nossas mãos,

Logo depois dos olhares.

Pelo toque suave de duas mãos diferentes que se atraem

Mãos que se dão, que se medem, se alongam

Se tocam, se acariciam, se escalam

Brincam, dedos com dedos

Espalmadas, cruzadas, se exploram

Ora calmas, ora ansiosas, grudadas.

Ficam íntimas, tornam os donos mais íntimos,

Se aquecem, se abraçam, se beijam,

Buscam o brilho do olhar, o sorriso

Mãos que se paqueram, que se querem, se namoram

Se convidam, se oferecem, fazem amor…

A despeito dos observadores casuais ou propositais

Tudo em simples toques

Que antecipam nos contatos de dedos e palmas

Um contato que se pretende mais amplo, mais intenso.

Nossas mãos se amam bem antes de tudo o mais

Pela atração e prazer das mãos

Se mede a intensidade do amor.

Alda M S Santos

Olhar de amor

OLHAR DE AMOR

Diferente de qualquer outro olhar

O olhar de amor é único e inconfundível.

Alguns olhares até tentam se passar por ele:

De respeito, de admiração, de inveja, de ciúmes,

De desejo, de carinho, de compaixão, de solidariedade.

Mas o olhar de amor junta todos eles num só.

É um olhar profundo, úmido, brilhante, acolhedor

Penetrante, corajoso, terno, que não se desvia.

Não se embaraça por ser amor,

Pois amor de verdade não se envergonha,

Quer mesmo é se mostrar.

Quer mesmo é ser amor.

Alda M S Santos

O que mais atrai olhares?

O QUE MAIS ATRAI OLHARES?

O que mais atrai nosso olhar?

A resposta quase unânime seria “o que é belo”.

Vai um pouco além disso, penso eu. 

O que atrai nosso olhar é aquilo que nos toca, que foge ao comum, que é diferente. 

Flores num caminho sempre seco e inóspito nos atraem.

Uma criança alegre e falante, entre muitas caladinhas, nos atrai.

Uma pessoa que chora silenciosa pelas ruas, sempre cheias de gente desligada, nos atrai.

Um senhor que segue vagaroso e mancando, entre transeuntes apressados, nos atrai.

Uma mulher sensual, alegre e bem vestida, entre tantas “uniformizadas” de jeans, nos atrai.

Um homem perfumado e educado, entre tantos relaxados e grosseiros, nos atrai.

Pessoas inteligentes e de boa conversa, entre tantos de papos online, nos atraem. 

Sorrisos, entre tantas carrancas, nos atraem.

Atenção, num mundo que parece aéreo, nos atrai.

Essas pequenas coisas atraem nosso olhar,

Mas o mais importante, nos encantam.

Passam dos olhos para a alma e de lá não saem mais. 

Nossas almas andam carentes do belo, do tocante, de essências! 

Alda M S Santos

Quando tive saudades

QUANDO TIVE SAUDADES

Quando tive saudades, teu canto ficou mais harmônico e doce…
Quando tive saudades, teu cheiro foi mais forte e inebriante…
Quando tive saudades, teu gosto foi mais saboroso e suave.
Quando tive saudades, teu toque foi mais aveludado e macio.
Quando tive saudades, a beleza que emanas foi mais encantadora…
Quando tive saudades, com sentidos potencializados,
Eu a matei!
Alda M S Santos

Conexão Total

Lei da atração

Há dias que precisamos perto de nós de pessoas quentes, inflamadas, pura energia e disposição, um mar revolto, um vulcão em erupção. Noutros, necessitamos da tranquilidade, paz, aconchego e calmaria de uma lagoa. Nosso estado de espírito no momento é que define as pessoas que buscamos. São essas pessoas que atraímos, a essas pessoas devemos gratidão.

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: