Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

amar

Amor, amar

AMOR, AMAR

Há vários tipos de amar
Mas o amor é um só
E o mais lindo jeito de amar
É aquele que sabe cuidar

Amor sorriso, luz, amor anseios
Amor pele, sonhos, amor abrigo
Amor de esperanças e desejos
Amor que se faz amigo, afasta o perigo

Amor que se entende num olhar
Amor que se eterniza no silenciar
Amor que busca na saudade um bom lugar

Amor natureza, beleza, intensidade
Amor em qualquer idade, sem maldade
Amor que faz da vida sua verdade….

Alda M S Santos

SEDUÇÃO

SEDUÇÃO

Um toque de sedução
Leve, irresistível, puro
Nos envolve em emoção
Seja na luz ou na escuridão

Como um sonho, vem suave
Aos poucos, devagarzinho
Nos abraça, nos acolhe
Nos aquece de mansinho

Logo é torrente, sensação
Como onda fria, intensa vibração
Nos encanta, nos invade
Forte, prazerosa, sem maldade

Pura sedução em forma de natureza
É vida, é prazer, é grandeza!
Entregue-se!

Alda M S Santos

Amar é preciso

AMAR É PRECISO

Amar é preciso
Porque é preciso também viver
Amar é inerente a todo pequeno ou grande ser
Quem não ama, sofre, não vive
Passa por aqui num eterno padecer

Amar, dizem,  é coisa de gente corajosa
Que tem desejos de se misturar nessa prosa
Covardes não se metem nessa aventura
Têm medo, fazem inúmeras conjecturas

Amar é preciso, é fato
É um se doar intenso, belo ato
Melhor ainda quando há reciprocidade
Só perde quem não ama com vontade
Da infância à maturidade, em qualquer idade!

Amar é preciso!

Alda M S Santos

Oi, mar!

OI, MAR!

Oi, mar, eu voltei

Como prometi aqui estou

Você, como tem passado?

Senti falta de estar ao seu lado

Oi, mar, quero de novo me achegar

Você permite que eu me aproxime

E venha em suas águas me banhar?

Oi, mar, não preciso muito para ser feliz

Saúde, família, Deus, amigos podem bastar

Ser também da vida eterna aprendiz

E ter alguém a quem (a)mar

Oi, mar, você já deve saber

Que o amor não tem lugar

Mas certamente tem ciência

Que não há melhor lugar que você

Para aqueles que desejam a(mar)…

Eu te amooooooo!

Alda M S Santos

Amar não é fácil!

AMAR NÃO É FÁCIL!

Amor é apontado como uma das melhores coisas da vida

Talvez a mais importante, fruto de vida e felicidade

Mas também é o causador das maiores tragédias pessoais e coletivas

Ao menos o apontam como motivador de grandes guerras e disputas

Amor possessivo por pessoas, bens materiais, até por Deus…

Amar e aceitar o outro como é, respeitando sua individualidade

Sabendo o momento certo de se calar, de falar, de se doar, de cuidar, de proteger, se recolher

Mesmo quando o outro não parece merecer, principalmente nesses casos,

Em muitos momentos nós também não merecemos

E é quando mais precisamos

Respirar fundo, perdoar, orar pelo outro…

Amar é a melhor coisa do mundo, sim!

Desde que nos torne melhor do que somos

Desde que torne quem amamos melhores do que são

Um amor que faça os envolvidos mais humanos, solidários, compreensivos e felizes…

Amor que constrói , que abre um novo olhar

Pois amor que destrói o que quer que seja não é amor!

E sempre cobra um preço alto.

Alda M S Santos

Saber amar

SABER AMAR

Saber amar é uma arte!

Uma arte tão simples que muitos não entendem

Complicam, distorcem, deturpam, confundem

Não construímos algo para amar

Amamos algo já existente,

Ou não…

Ainda que exista apenas em nossa mente,

Apenas os descobrimos,

E, irremediavelmente,

Amamos…

Alda M S Santos

Amar é precisar! 

AMAR É PRECISAR

Amar é precisar, é também se sentir necessário.
Sem essa que é preciso ser completo para amar.

Por essa perspectiva, ninguém amaria,

Posto que ninguém nunca está completo!

Sempre há algo no outro que encaixa direitinho em nós, 

Ou seja, incompletos! 

É diferente de colocar no amor do outro

Toda a razão do nosso viver, da nossa felicidade.

Isso é dependência emocional patológica.

Amar é precisar do outro, sim.

É querê-lo perto, é necessitar de carinho,

É precisar de colo, é ansiar por um abraço,

É carecer de palavras de conforto, de intimidade,

É sentir ciúme, é brigar vez ou outra,

É gostar de caminhar lado a lado numa estradinha de terra ,

Ou em qualquer lugar, desde que juntos.

Amamos, precisamos, e precisamos ser necessários,

Caso contrário, podemos precisar,

Mas podemos “desprecisar” também,

Visto que amor bom é amor recíproco.

Alda M S Santos

Falando em amar

FALANDO EM AMAR

Amar é ter as respostas 

sem precisar fazer as perguntas, 

Ou se não as tiver, apenas confiar

 que tudo está como deveria estar…

Alda M S Santos 

Quando eu descrescer

QUANDO EU DESCRESCER
Uma linda criança de sete anos
Fazia planos para quando descrescesse.
Aparentemente, havia crescido tão pouco!
Mas já sabia que não valia a pena crescer tanto!
Queria voltar!
O que eu gostaria de ser se pudesse descrescer?
Colocando na balança, os ônus do crescimento
São muito superiores aos bônus!
Se eu pudesse ter a pureza, alegria, paz
A satisfação nas mínimas coisas,
A capacidade de amar e me entregar integralmente,
Sem cobranças ou medos,
Já teria descrescido o bastante.
E vocês? O quanto gostariam de descrescer?
Alda M s Santos

Amar é…

Amar é…
Desafiar a lei da gravidade
É viver em constante suspensão
É tornar o sonho, realidade
Ignorando a força que vem do chão.
Alda M S Santos

Amor, amar!

AMOR, AMAR!
Amor é substantivo abstrato, pois designa um sentimento:
“Amor é dor que desatina sem doer”
Amor é adjetivo, pois qualifica um ser agradável:
“Ela é um amor de pessoa”!
Amor é objeto direto, pois completa o sentido do verbo:
“Não há quem não goste de fazer amor”.
Amor é advérbio de modo, pois modifica o verbo:
“Cuida dele amorosamente, independente do que faça”.
Amor é sujeito: aquele que age sobre o verbo
“O amor cura todas as feridas”.
Amor é predicado: o que se diz sobre o sujeito:
“Aquele senhor não é muito amoroso!”
Mas principalmente, o amor é verbo.
Ele não poderia ser mais nada se não sofresse nossa ação direta ou indireta.
Amor é construção diária! Eu amo, tu amas, ele ama!
Eu sofro, tu és feliz, ele acredita! Não importa!
Verbo amar! Quero conjugar!
Em todos os tempos, modos, vozes e espaços!
Alda M S Santos

Amar é…

AMAR É…

Amar é respeitar…

Respeitar o tempo do outro, as fases,

Os momentos de alegria, de exposição de ideias, de sorrisos

De palavras, de autoconfiança, de fé.

Amar é aceitar, ainda que doa

A necessidade de introspecção, 

De silêncio, de mergulho em si mesmo,

De recusas, de certas ausências,

De baixa autoestima, de dúvidas ou descrenças.

Amar é entender, compreender

Que cada modo de ser carrega um modo de amar

Que a sinceridade é essencial, sempre 

Que as palavras têm peso, as atitudes, idem.

Amar é querer reciprocidade, sim,

Pois é ela que abastece, que nutre, que aduba,

Que irriga, que faz crescer o amor. 

Amar é, acima de tudo, confiar

Confiar na eternidade do amor do outro

De longe ou de perto,

Pois mesmo que pareça adormecido em alguns períodos,

Ele apenas hiberna para romper mais belo e forte. 

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: