Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Categoria

paz interior

A paz que buscamos

A PAZ QUE BUSCAMOS

Buscamos sempre a paz

Mas muitas vezes vamos armados

Escondidos atrás de nossas próprias barricadas

Andando entrincheirados por sentimentos negativos

A paz que buscamos

Às vezes passa pela guerra

Não uma guerra com o outro

Mas uma guerra interior

Até entendermos que estar em paz

Não depende da nossa relação com o meio, com outros seres

Isso vem depois…

Estar em paz é construir uma relação harmoniosa

Entre nossos vários “eus”

É quando levantamos a bandeira branca para nossos monstros e inimigos internos

E passamos a notá-la em todos a nossa volta

A levá-la a quem de nós se aproximar

Essa é a paz que buscamos e nem sempre encontramos

Perdendo tempo procurando-a em caminhos fora de nós…

Alda M S Santos

O bom soldado

O BOM SOLDADO

“O bom soldado não deixa seus feridos para trás”

Independente se está ou não em risco

Se se preocupar apenas com a própria integridade física

Ainda que com vários danos emocionais comuns nas “guerras”

Se seguir em frente sem socorrer aquele ferido que lutou a mesma batalha

Deixando-o à própria sorte, visando salvar apenas a própria pele

Atitude essa que denota falta de caráter, de hombridade

Ausência de humanidade, compaixão e amor

Quem abandona um ferido em “guerra”

Não é apto para as batalhas da vida

Não terá forças emocionais para seguir em frente

Sentirá sempre na alma o peso daquele ferido que poderia ter carregado nos ombros

Nunca será um “vitorioso” de verdade

Estamos todos numa “guerra fria”

Soldados vários lutando por espaço, por pão, por água, por diversão

Por emprego, por amizade, por amor…

Nessa disputa, um que se perde, um que é deixado para trás

Afeta toda a humanidade contida em cada um de nós…

Somos todos soldados de um grande exército escolhidos para estar aqui

Desviando dos obstáculos, caminhando nessas trincheiras, curando feridas

O que diremos quando formos questionados onde está aquele irmão que deixamos para trás

Machucado por nós, pelo “inimigo”, ou por si mesmos

E sequer percebemos que estava ferido tão perto de nós?

Sairemos todos vitoriosos quando percebermos que, ao abandonar seus feridos

Um exército não chega mais rápido e mais honradamente em casa…

Alda M S Santos

Um ponto de paz

UM PONTO DE PAZ

Entre tantos altos e baixos dessa vida

O segredo é manter a estabilidade

Em cima, para não cair rápido demais

Embaixo, para gerar forças para nova subida…

Mas bom mesmo seria encontrar um ponto no meio desse caminho

Sem grandes euforias, sem grandes baques!

Simplesmente, um ponto de paz…

Alda M S Santos

Deleite

DELEITE

Deleite: Aquilo que agrada aos sentidos

Do primeiro ao quinto

De preferência atinge até o sexto sentido

São razões pelas quais vale viver.

Pois os nossos sentidos:

Visão, olfato, paladar, tato, audição, intuição

São apenas canais que levam o belo até nossa alma

E a tornam terna e completa!

Alda M S Santos

Foto de Sílvia Helena Brito

Guerras

GUERRAS

Em nossas guerras internas

Entre certo e errado, razão e emoção

Entre o bem e mal, loucuras e sanidade

Entre paz e tormento, solidão e convivência

Entre ir, ficar ou se deixar levar

Vale o uso de qualquer arma.

Mas, como toda guerra, 

Torna-se mais desumana e inglória,

Se “atingir” civis inocentes,

Lutadores sem farda de suas próprias causas.

Alda M S Santos

Dentro da gente

DENTRO DA GENTE

Imagens lindas, paisagens deslumbrantes, 

Sons que acalmam, aromas que inebriam

Calor do sol da tardinha, 

Mas paz, essa, é como o amor

Se está lá fora não tem grande valia

Efeito bom mesmo é quando é encontrada dentro da gente…

Alda M S Santos

Em guerra

EM GUERRA
Nosso mundo em constantes guerras:
Religiosas, raciais, culturais, territoriais…
De um povo contra o outro, de uma nação contra a outra,
De uma alma contra a outra.
De uma alma contra seu habitat: o próprio corpo.
Esta, subestimada, a mais duradoura e terrível.
Aquela em que apenas nós mesmos
Poderemos levantar a bandeira branca.
Alda M S Santos

A paz que buscamos

A PAZ QUE BUSCAMOS
Dizem que tudo que precisamos está, primeiro, dentro de nós,
Bem lá no fundo…
Que é lá que vamos encontrar as respostas às nossas questões,
A solução para nossos problemas,
O sorriso que esquecemos,
A saúde que perdemos,
O amor que não valorizamos,
Os amigos que se foram,
A bondade que é nossa essência.
Podemos passar por muitos caminhos e pessoas,
Mas enquanto não buscarmos no silêncio de nossa alma,
Enquanto não acalmarmos nosso coração,
Enquanto não encontrarmos Deus em nós,
Não encontraremos a paz.
Não seremos paz!
Alda M S Santos

 

Descanso

DESCANSO
Para o descanso do corpo: rede.
Para o descanso da mente: natureza.
Para alegria do coração: amigos verdadeiros
Para alimentar a fantasia: livros
Para refrigerar a alma: paz interior.
Para a paz interior: Deus!
Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: