FEITO MENINA
Feito criança pequenina quero receber a vida
Acolher com prazer o amanhecer que ela me oferece
Como menina, abrir os grandes olhos brilhantes e sorrir
Não me importar com os cabelos ou a vida bagunçados
Andar descalça, correr na grama, cair, esfolar os joelhos
Aceitar os cuidados que me forem ofertados
Desembrulhar o dia como um grande presente
Aproveitar o sol e quintal lá fora para brincar
Sentir o frio na barriga do calor de viver
Feito menina quero curtir cada minuto que tiver
Sabendo que o entardecer chega, o anoitecer idem
Mas ser leve, sem preocupações excessivas
Chorar quando sentir vontade
Mas nunca deixar de sorrir, de sonhar, de acreditar
Confiante que novo amanhecer chegará
E tudo se repetirá, ou não, (in)finitamente
Mas que ele sempre será bom como tem que ser
E, feito menina, confiar e balançar ao sabor da vida…
Alda M S Santos