FEITIÇO

Chega suavemente, olhar profundo

Um toque das mãos, um abraço apertado

Daqueles nas pontas dos pés que fazem esquecer o mundo

E tudo além daquele momento fica de lado

Uma palavra sussurrada ao ouvido

Acompanhada de um doce beijinho de arrepiar

Um movimento leve, insistente, todo atrevido

Um giro suave sob a luz do luar

Uma dança linda ali se inicia

Onde roupa é dispensável

Em meio a toda essa magia

Tudo o mais, além deles, é descartável

Não precisa de um grande caldeirão

Tampouco de qualquer outra poção

É o amor o mais antigo feitiço do mundo

Do qual a natureza é apenas pano de fundo

Esse feitiço só precisa de uma bruxinha, um mago

Só precisa de mim e de você…

Alda M S Santos