A VIDA SE REFAZ

A vida chega, invade, se esconde

Some, seca, dá um basta, parece morrer

De repente ela acorda, desabrocha

E perfuma da aurora ao anoitecer

A vida ora é companhia, ora é solidão

Mas não dá para viver

Sem o aconchego, sem o chamego

Sem o amor, sem o colo de um irmão

A vida se faz, se refaz

Agrega, transforma

E, se bem olhar, há doçura

Na delicadeza está a força

Cada dia mais bela

Mais leve, mais terna…

A vida se refaz…

Alda M S Santos