AINDA ME AMA?

Sei que me ama

Quando sou sorriso, alegria, atividade

Sei que me ama também

Quando sou entrega, amor, pura sensualidade

Ou luz, carinho, bondade, verdadeira amizade

Mas será que me ama ainda

Quando tudo fica escuro

O sorriso vira lágrima

A atividade cessa

O amor não tem pressa

A alegria arrefece

A sensualidade adormece…

E aí? A amizade se compadece?

Seu amor está condicionado a quê,

Para que possa permanecer ao meu lado?

Posso contar contigo, meu coração

Para ser, mesmo nos erros, meu abrigo, meu irmão?

Alda M S Santos