PRONTOS PARA DIZER ADEUS?

Um bom dia rotineiro ao amanhecer

A conversa trivial no café da manhã

O beijo de “vá com Deus” nos filhos

O banho rápido, o perfume, o vestido rodado, preferido

O ônibus lotado, o sinal fechado

O sorriso dado a um funcionário gentil

A impaciência na fila do banco

A discussão infrutífera com o chefe

Um dia cansativo no trabalho

O happy-hour adiado

Aquele abraço não valorizado

Um olhar de admiração ignorado

O amor que se fez ao adormecer…

E se tudo isso fosse pela última vez?

Se tudo fosse despedida?

Se não mais pudesse ser vivido?

Faria alguma diferença para você?

Se fosse possível rebobinar, faria algo diferente?

Certamente estaríamos mais atentos aos detalhes

O abraço seria demorado, o sorriso mais valorizado

O carinho estendido, a impaciência eliminada

Daríamos valor ao que realmente tem valor!

Lutaríamos pelo que queremos

Não desejaríamos o que não pode ser nosso

Aceitaríamos as pessoas como elas são…

Mas sempre estamos nos despedindo!

Por não saber o que nos aguarda no segundo seguinte

E também porque o momento nunca se repete

A situação sempre será diferente, não há reprises

Valorizemos cada segundo como se fosse o último

Sem demagogia, ele não volta mais!

Estamos sempre nos despedindo…

Prontos para dizer adeus?

Alda M S Santos