CUMPRIU SEU PAPEL…MULTIPLICOU SEUS DONS…

Sempre que alguém se vai, segue o caminho de volta para casa

Essa é uma das frases que costumamos ouvir “cumpriu seu papel”

Qual é nosso “papel” no mundo? É o mesmo para todos?

Onde está determinada nossa agenda a cumprir, quem controla?

Uns deixam importante legado para a humanidade

Grandes cientistas, artistas, religiosos, humanistas…

Outros deixam boas marcas em seu núcleo profissional, social

E há aqueles, a maioria, que deixam “apenas” saudades por umas duas ou três gerações de familiares e amigos

Algum deles é mais importante que o outro?

Qual terá sido nosso papel pré-determinado ao nos aventurarmos nessa empreitada?

Se temos habilidades e dons diferentes, mesmo todos sendo humanos

Penso que “cumprimos nosso papel” ao utilizarmos ao máximo o que recebemos

Se possível, indo além disso, sem desperdícios…

Sempre que avalio isso, penso na parábola dos talentos Mt, 25,14-30

E Ele nos esperando e dizendo: “Senta aqui, filho, vamos ver como usou seus talentos”…

Estamos cumprindo nosso papel?

Alda M S Santos