PERDÃO

Perdoar não é tarefa fácil! Não mesmo!

Dependendo de quem causou a mágoa, o mal

Mais difícil se torna!

Mas não existe perdão mais difícil

Que o perdão a si mesmo…

Tanto que nas pessoas depressivas

Com dependências químicas diversas

Ou com problemas de saúde mental

Há várias culpas não resolvidas

E o sofrimento é autoinfligido

O mal causado aos outros, a si mesmo

Torna-se árduo e pesado demais para carregar

Perdoa-se aos outros com o tempo

Mas o que quase sempre fica para trás

É o auto-perdão

E esse é um peso que impossibilita a caminhada, que trava,

Para perdoar ou se perdoar é preciso humildade

Reconhecer-se humano e falho

E capaz de refazer, recomeçar, aprender com os erros, seguir outro caminho

O Grande Mestre perdoou a todos nós, sempre misericordioso

Só nos faria bem se aprendêssemos

Um pouquinho desse amor, dessa misericórdia

E o dividíssemos com os outros,

Começando por nós mesmos…

Alda M S Santos