Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

tempestade

Depois da tempestade

DEPOIS DA TEMPESTADE

O Sol sai entre nuvens, meio devagar
Talvez incerto do momento a brilhar
Desce sobre espaços antes alagados
Atravessa e invade cada cantinho molhado

Como nossa coragem ao acordar
Depois de uma noite fria, levantar
É preciso sair dos pesadelos, da lama
Sabendo que lá fora a vida chama

Pós- tempestades é reavaliação
O que fica, o que merece reconstituição
E o que já era, não tem salvação

Toda tempestade tem sua função
Em cada um de nós pode ser libertação
A chance de seguir, ser mais razão ou coração

Alda M S Santos

Somos chuva

SOMOS CHUVA
Se as pessoas fossem chuva, haveria algumas caindo como uma leve garoa.
Outras, uma rápida tempestade de verão.
Há as que são intensas como um furacão.
E há ainda aquelas cuja água cai constante, persistente, duradoura.
Molha a terra e reabastece rios e lençóis d’água.
Cabe a nós decidir o que reter de cada uma delas.
A suavidade e nostalgia da garoa, a força e paixão do furacão, a beleza e urgência da tempestade, a profundidade, carinho e sabedoria da chuvinha constante…
Precisamos de todas elas! Com ou sem guarda-chuvas!
Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: