Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

fogo

Água ou fogo

ÁGUA OU FOGO?
Água ou fogo, calor ou frescor
Calmaria ou tempestade
Doçura, delicadeza e bondade
Ou atitude, agitação, lutas, felicidade
Sem falso pudor?
Água ou fogo?
Em qual deles encontramos o que mais precisamos
Voo livre ou terra firme
Asas ou raizes
Liberdade ou segurança
Troncos ou galhos, flores ou frutos?
Que buscamos?
Almejamos aquilo que nos atiça, energiza
Ou aquilo que nos acalma, tranquiliza
Qual elemento mais nos completa
Água ou fogo?
É preciso ficar alerta
Água que lava, refresca,
Nos leva em seu curso
Ou fogo que nos aquece, alimenta, instiga,
Consome o que nos faz mal
Ativa o bem e apaga toda intriga?
Água ou fogo?
Depende do que mais necessitamos no momento
Ambos podem nos limpar, purificar
Nos permitir recomeçar…
Água ou fogo?
Que saibamos escolher o elemento certo
No momento mais incerto…
Alda M S Santos

Água ou fogo?

ÁGUA OU FOGO?

Água ou fogo, calor ou frescor

Calmaria ou tempestade

Doçura, delicadeza e bondade

Ou atitude, agitação, lutas, felicidade

Sem falso pudor?

Água ou fogo?

Em qual deles encontramos o que mais precisamos

Voo livre ou terra firme

Asas ou raizes

Liberdade ou segurança

Troncos ou galhos, flores ou frutos?

Que buscamos?

Almejamos aquilo que nos atiça, energiza

Ou aquilo que nos acalma, tranquiliza

Qual elemento mais nos completa

Água ou fogo?

É preciso ficar alerta

Água que lava, refresca,

Nos leva em seu curso

Ou fogo que nos aquece, alimenta, instiga,

Consome o que nos faz mal

Ativa o bem e apaga toda intriga?

Água ou fogo?

Depende do que mais necessitamos no momento

Ambos podem nos limpar, purificar

Nos permitir recomeçar…

Água ou fogo?

Que saibamos escolher o elemento certo

No momento mais incerto…

Alda M S Santos

O fogo de todos os dias

O FOGO DE TODOS OS DIAS

“Tanta coisa nova aí sendo queimada e estão preocupados com velharias…”

Triste fala de um jovem sem educação ou “cultura”

Até que ponto podemos culpar quem pensa assim?

Estamos em chamas há tempos e ninguém se dá conta

Memórias são destruídas, histórias apagadas

Quem se importa?

Crianças são separadas das mães em nações de primeiro mundo

Políticos corruptos roubam a esperança dos cidadãos

Famílias inteiras viram cinzas destruídas, “queimadas” pelo tráfico

Quem se importa?

Religiosos de má índole queimam na chama da luxúria a fé dos fiéis

Intolerância, barbárie e preconceito de toda (des)ordem ceifam vidas

Saúde precária, educação idem, segurança zero

Pobreza, miséria, drogas e desesperança

Como culpar um jovem que não consegue valorizar um passado

Do qual não se sente parte

Se não vê preocupação ou investimento em seu presente

Aquele que ele queima nos baseados e no crack todos os dias

Aquele que ele sente queimar no estômago, na pele, nos medos?

Tudo para ele são chamas!

Quem se importa?

Nosso passado sendo lambido pelo fogo, destruído

Nosso presente sendo queimado, não construído

Nosso futuro, que será dele sem esperanças e estímulo?

Enquanto isso o que se apresenta como solução

É o olho por olho, dente por dente…

Estamos caminhando para um mundo cego e desdentado

A fala desse jovem mostra que nossa cultura está em luto há tempos

Mas quem se importa?

Para entender o passado, sentir-se parte dele, é preciso educação

Só assim é possível viver e lutar por um presente mais justo

E sonhar com um futuro mais humano e igualitário…

Alda M S Santos

Memórias em cinza

MEMÓRIAS EM CINZA

Um descuido, uma pequena distração

E uma casa pega fogo, literalmente

E tudo que se tem é consumido pelas chamas

Colchão, cama, móveis, roupas, calçados

Documentos, livros, fotografias, artigos pessoais

Memórias registradas em papel, pendrive, computadores

A cada minuto percebe-se algo que se foi

Levado para sempre, consumido pelo calor do fogo

Tudo é fumaça, fuligem, sujeira, dor, culpa, desespero

Aí percebemos o quanto de valioso possuíamos

E se tornou cinzas…

Passada a fase aguda do susto, do choque

Nota-se que algo valioso sempre fica

Aquilo que não se reconstrói quando se perde: a vida

Mantendo-a, é possível reconquistar o que foi perdido

Amigos verdadeiros e falsos serão revelados

Saberemos quem não nos abandona e podemos contar sempre

Novas memórias serão gravadas, misturadas às antigas

E, mais tarde, tudo estará de pé novamente…

O mesmo não se dá quando o “fogo” da doença ou da maldade destrói a mente, a alma

Quando apaga os circuitos cerebrais que registram em nós o que vivemos

Isso só recuperaremos nas mentes daqueles que conviveram conosco

Que nos amaram, ou não

E que têm de nós boas ou más lembranças registradas…

O amor é a borracha que apaga o mal

Mas também é o lápis que reescreve uma nova história…

Vamos reescrever!

A vida num instante pode se apagar

Ou se acender feito sol no horizonte…

Alda M S Santos

Somos amor

SOMOS AMOR

Somos amor todo o tempo

Como numa fogueira, nós o mantemos em diferentes graus de combustão

Quer seja Eros, Filios ou Ágape

Amor físico, amor amigo, amor caridade

Alguns em labaredas, outros em brasas, como vulcão ativo

Há aqueles que estão em cinzas, reservadas num cantinho

Há os que, ainda verdes, esperam sua vez de queimar

Alguns descobrem o ponto certo da combustão

Mantendo uma leve fervura todo o tempo

Somos o oxigênio da compreensão que os alimenta

O combustível da admiração que os aquece

O sopro do respeito que os ativa

Ou a água fria da distância que os desaquece

O cobertor da indiferença que os abafa

O vento forte da dúvida que o deixa em fase terminal

Todos são amor, todos somos amor!

Dura mais aquele melhor alimentado

Cinzas são reativadas, fumaças diluídas, brasas apagadas, labaredas reduzidas

E o ciclo de vida se mantém…

Uma vez amor, se verdadeiro e bem alimentado, sempre amor

E nunca será capaz de morrer…

Alda M S Santos

Tragédia em Janaúba

TRAGÉDIA EM JANAÚBA

Além da dor daqueles que perderam um familiar,

Criancinhas inocentes num lugar que deveria ser seguro

Tendo vidas ceifadas ou machucadas por alguém que deveria protegê-las,

Que talvez também fosse um doente sem ajuda,

Como tantos por aí escondidos atrás de sorrisos,

Dói ainda saber que nos hospitais que deveriam socorrê-las

Faltam itens básicos como Dipirona, luvas, seringas, agulhas e afins…

Num país com uma das maiores cargas tributárias do mundo!

Não há palavras para expressar tamanha revolta!

Que Deus olhe por todos nós!

Alda M S Santos

Inspiração

INSPIRAÇÃO
INS= em, PIRA= onde arde o fogo, AÇÃO= atitude
Inspiração: fogo em nós que aquece a vontade
Chama que gera e consome energia
Ação que possibilita criações.
Criações que produzem vida
Vida que aquece outras vidas…
De onde vem sua inspiração?
Alda M S Santos

Labaredas ou cinzas

LABAREDAS OU CINZAS?

Pequena chama, altas labaredas

Apenas brasas, fumaça, cinzas…

Somos fogo, todos, em suas várias etapas de combustão:

Eclodindo, propagando,

Em continuidade, se extinguindo…

E cada etapa de nossa vida pode estar num desses estágios.

Podemos estar eclodindo profissionalmente,

Nos propagando em âmbito familiar, em continuidade amorosamente,

Nos extinguindo em outras áreas. 

Claro é que fogo não se mantém onde não há combustível e comburente.

E para se propagar e ser contínuo o fogo necessita de condução.

Somos nós que podemos iniciar uma reação em cadeia,

E levar chamas para onde é quase cinzas. 

E, assim, manter o calor em todas as áreas de nossas vidas. 

Alda M S Santos

Fogo!

FOGO!

À beira de uma fogueira rústica
De uma lareira sofisticada

Ou de uma alma encantadora

Todo cuidado é pouco

Muito longe não nos aquece

Muito perto pode nos queimar.

Mas, chegando aos poucos na posição devida,

Conhecendo ônus e bônus

Sempre irá nos contentar.

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: