Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

amor pela vida

Acreditar e florescer

ACREDITAR E FLORESCER

Precisamos acreditar que tudo está como tem que estar
E se não estiver que vamos lutar para colocar
Urge saber que cada um é mais um trabalhador
Que assim, agindo, é por todos um vencedor

Precisamos acreditar que somos Pátria Amada
Que não vamos desistir de nossa jornada
Aqui fomos plantados, aqui vamos florescer
Sorrir, chorar, fazer o melhor acontecer

Acreditamos que o mundo bonito começa em nós
Nos corações em laços, sem nós
Deus conosco sempre, nos ônus e bônus, contras e prós

Quero acreditar que vamos vencer
Muito há por lutar, por todos, por fazer
O mundo não para, felizes ou não, vamos todos viver!

Alda M S Santos

Continuidade…

CONTINUIDADE…

Estão ali aparentes apenas três pontinhos…
Sinalizando continuidade, expondo caminhos…
Não são o final, nem início, tampouco parada…
São vida que segue nessa eterna jornada…

Eu falo, me expresso, te passo a vez…
Você recebe no peito, acolhe…timidez?
Trabalha, reflete, organiza, rebate a bola…
Nessa brincadeira somos Piu-piu e Frajola…

Gostaria que essa emoção nunca parasse…
Pois é! Seria tão bom se nada mudasse…
Será? Gosto de saber que tudo é evolução…
Que o que é belo pulsa forte em meu coração…

São assim essas simples reticências…
Respeitando com calma, sem influências…
Porém, são luz, abertura, são continuação…
Nem ponto, nem interrogação, são inspiração…

Alda M S Santos

Terezinha de Jesus

TEREZINHA DE JESUS

Terezinha de Jesus, quando numa queda foi ao chão,
Logo acudiram três cavalheiros, os três de chapéu na mão
Quando criança eu me perguntava a razão dela ser acudida tão prontamente
E me contentava com a resposta que era por ela ser de Jesus
Melhor assim, que acreditar que era por ela ser a morena mais bonita
E sempre pensava que se fosse do bem, de Jesus
Eu até poderia cair, mas sempre existiria alguém para me acudir
Pai, irmão, ou aquele a quem eu daria a mão
Anos passados, quedas várias das quais me levantei
Ora sozinha, ora com alguém cujo carinho amealhei
Retorno à Terezinha de Jesus, querendo uns gomos, não só da laranja
Mas de tudo que de belo há por aqui nesse existir
A vida não é uma brincadeira de roda, tampouco um carrossel
Mas ela certamente nos fortalece para levantar das quedas rumo ao céu
Ou não ficar tão tontos em suas voltas amalucadas
E sermos a própria mão a nos amparar quando houver solidão
Se não com um chapéu na mão, com paz no coração
E ainda que não seja a morena mais bonita do pedaço
Seguir podendo receber ou oferecer um beijo e um abraço

Alda M S Santos

Pelo menos…

PELO MENOS…

Os “pelo menos” da vida são frustrantes
Não somos um país rico ou desenvolvido
Mas pelo menos não temos catástrofes
Não temos uma política decente
Mas pelo menos temos bom humor
Não temos uma educação que seja valorizada
Mas pelo menos damos uma ajeitada
Não temos moeda forte, uma língua universal
Mas pelo menos nosso clima é bom, é tropical
Não temos uma casa dos sonhos
Mas pelo menos não temos pesadelos
Não temos a família perfeita ou amor ideal
Mas pelo menos não somos sós nesse quintal
Não temos lazer, prazer, algo legal pra fazer
Mas pelo menos conseguimos sobreviver
Tudo bem, vamos nos conformando
Mas seria tão bom se isso não nos estacionasse
No mundo seguro do pelo menos, da conformação
Se pudéssemos lutar por uma melhor situação
Na qual pudéssemos dizer, sou feliz, por que não?
Com a vida assumo esse compromisso, faço esse trato
Sempre ser luz, ser paz, ser amor, isso é fato!
Pelo menos não, que bom que é assim!

Alda M S Santos

Cheiro no ar

CHEIRO NO AR

Há um cheiro diferente no ar
Cheiro de coisa nova chegando devagar
Será o sonho que vem se realizar
Alimentando a alma de vontade de passear?

Há cheiro de umidade, de brisa
De chuva, terra sedenta que fragiliza
Há suor no rosto, arrepio na pele
Busca de aroma e cor, algo que nos impele

No ar passeia o que vai na emoção
Quase palpável o que transborda no coração
Será o momento de dividir essa sensação
Que faz bem, rega a vida, é nutrição?

Há no ar algo com cara de urgência
Que não pode ficar para depois, gera turbulência
Na vida há tempo de plantar e colher
É preciso saber o momento de fazer acontecer

Alda M S Santos

Autores

AUTORES
Autores o tempo todo
Escrevendo uma história original
Não importa tanto a capa
Sequer a página inicial
O que vale mesmo nessa obra
Que escrevemos até sem perceber
É a audácia e delícia de viver
Cujo fechar de olhos é que determina o final
Num momento que não sabemos quando vai ser
Páginas em branco recebemos
Com a tarefa de ali algo belo registrar
Não importa o estilo textual 
Sequer a linguagem ou idioma
Independente do número de páginas, personagens
É pessoal!
Se sua história fosse um livro
Você ousaria indicar?
Teria prazer em (re)ler?
Se virasse filme assistiria com seus pais, filhos?
Ao final, tudo que fica é nossa história
Não precisa ser um best seller
Basta que seja uma bela história!
Caprichemos!
Alda M S Santos

Momento fecundo

MOMENTO FECUNDO

O olhar expressa o que vai dentro da gente
A nossa realidade ou nosso sonho mais premente
O brilho dos olhos reflete nossas fantasias
Aquelas mais inimagináveis, carregadas de magia

Uma alma observadora capta esse sinal
Que dança no olhar, vento calmo ou vendaval
Vida que se multiplica, se refaz
Em desejos intensos de um viver mais eficaz

Espelhos da alma, reflexos de sentimentos
Assim são nosso olhos ao partilhar sofrimentos
Ou na satisfação de dividir prazer, contentamentos

Um mergulho no olhar, suave e bem profundo
Diz-nos do que vale a pena nesse mundo
A fantasia se faz realidade num momento fecundo

Alda M S Santos

Alimentado pelo coração

ALIMENTADO PELO CORAÇÃO

A vida vai nos oferecendo simplicidades
Coisas que nos fazem bem, felicidades
A alma se sente leve e se põe a voar
Basta estar atento para poder captar

O calor do sol a brilhar ou o intenso luar
A brisa leve e suave à beira-mar
A chuva que irriga e traz introspecção
O frio que acende a lareira no coração

Um olhar, um colo quentinho de alguém
Um sorriso, um abraço apertado também
São coisas que despertam e fortalecem
Nos fazem bem, aquecem, rejuvenescem

Cuidar para haver no bem a reciprocidade
Isso é alimentar a luz em qualquer idade
Nunca esquecer da verdade, a maior lição
O que cresce e floresce é o que é alimentado pelo coração

Alda M S Santos

Acordo prévio?

ACORDO PRÉVIO?

Até que ponto o que temos foi determinado pelo destino
Ou fomos nós quem pedimos num momento de desatino
Será que aqueles que caminham conosco por aqui
Foram escolhidos do outro lado para nosso evoluir?

Aqueles que nos decepcionam são lição
Os que nos encorajam, atiçam, são animação
Há os que são puro carinho e amor, eterna gratidão
Penso: qual foi nosso acordo prévio com a Criação?

Certo é que nada nem ninguém é por acaso, tudo vem a calhar
Importante é saber o que jogar fora ou manter, depois da lição tirar
Olho em meu entorno e vejo tanta gente diferente 
Será que precisamos uns dos outros mutuamente?

Percebo que há também um constante ir e vir
Ha quem já cumpriu sua missão por aqui, seu evoluir
Chega a hora de voltar para casa, para o eterno lar
Bom seria tanta gente boa poder reencontrar…

Alda M S Santos

Figurinha repetida

FIGURINHA REPETIDA

Tendência em buscar nossos iguais
Fazendo a vida recheada de momentos especiais
Mas é bom crescer e aprender com o diferente
Abraçar e acolher faz bem para a alma da gente

Só não vale o que fere nossa essência
Mas é tudo de bom ser paz, ter benevolência
Se não machucou minha consciência
Abro a porta para a vida, não quero deixar pendência

Valorizemos o que temos de diferente em nós
Em nossas vidas, em nossas relações.
E pernas pra que te quero…
Não se completa um álbum com figurinha repetida.

Alda M S Santos

Um dia

UM DIA
Um dia ainda vamos entender
O bem que poderíamos ter feito
E não fizemos
O mal que poderíamos ter evitado
E não evitamos
Aquela dor que causamos a nós e aos outros
E não precisaríamos ter enfrentado
O novo rumo que poderíamos ter tomado
E não tomamos
Todos os avisos e alertas que recebemos
E ignoramos
As oportunidades de crescimento e renovação
E fechamos os olhos
As chances de fazer um movimento pelo amor e pela paz
E ficamos inertes
As famílias que poderíamos ter ajudo a construir
E destruímos
A vida que poderia ter sido bem vivida
E matamos…humanamente!
Mudar, construir o mundo grande lá de fora
Começa por não destruir o mundo pequeno no nosso entorno
Abrir as porteiras e deixar a luz nos iluminar de dentro para fora
Um mundo melhor precisa de cada um de nós!
Um dia pode ser tarde demais…
Alda M S Santos

Ciclo da vida

CICLO DA VIDA

Sigo meu caminho com todo jeitinho
Sentindo, pensando, agindo
Num ciclo de vida intenso, sem fim
Nem sempre nessa ordem
Ora ajo sem pensar, penso e não sei como agir
Numa loucura em busca de entender meu sentir
Tantas vezes quero apenas poder expressar tudo isso
Que está meio entalado, sufocando, causando enguiço
Paro, analiso o que sinto, penso, sou um alguém
Será que há outro alguém que me vê assim também
Como pessoa falha, mas em construção
Ora em festa comigo mesma, ora em luto por minhas perdas
Tentando encontrar por aqui apenas um pouco de compreensão
Sei que sou quem mais pode me socorrer
Mas por vezes é tão doloroso viver
Quero um alguém para me entender
Mas quero sobretudo de mim não me perder
Então, sigo em frente nessa luta, nessa lida
Realizando em mim um grande vai e vem
Um grande e maravilhoso ciclo da vida

Alda M S Santos

Escrito nas estrelas

ESCRITO NAS ESTRELAS

Que está escrito nas estrelas
Que brilha em nós, no nosso céu
Um sonho, um desejo, uma esperança
E faz de nós um leitor sempre fiel?

Olhamos incansáveis, queremos desvendar
O que pode ser nosso destino a vivenciar
Um amor intenso, recheado de carinho
Nessa vida de tantos (des)caminhos?

Será que podemos nelas também escrever
Contribuir, editar, o destino reescrever
Apagar o que machuca, faz sofrer?

Nas estrelas brilham histórias, muita magia
Riqueza em versos, beleza em poesia
Aceito, abraço, recebo essa energia

Alda M S Santos

Que eu saiba

QUE EU SAIBA

Que eu saiba pedir, saiba agradecer
Saiba lutar, vencer, perder
Sobretudo que eu saiba quais lutas são válidas
E quais batalhas vencer significa desistir
Jogar a toalha e, enfim, seguir
Que eu saiba entender os vários sinais
Que a vida sempre dá, são pontuais
Que conquistar aquilo que a alma pede, faz bem
Seja tão poderoso quanto valorizar o que se tem
Que eu saiba fazer um mundo melhor
Com a firme convicção daquilo que já sei de cor
Só será perfeito se não machucar o outro
Nem tampouco ferir minha essência
Assim, a vida será bem mais que sobrevivência
Que eu saiba…

Alda M S Santos

O que não mata…

O QUE NÃO MATA…

Diz o ditado que o que não mata…engorda
Não quero ficar presa a nenhuma “corda”
Tudo bem que não é saudável engordar
Mas há meios piores de morrer ou matar

Não quero morrer, tampouco viver por viver
Quero uma vida de prazer, sem tanto sofrer
Um viver de verdade, de luz, de felicidade
E que possa haver mais bondade e igualdade

Não quero que engorde, não quero que mate
Quero por aqui vencer um bom combate
Sem tanta agonia, dor ou disparate

O que não mata faz viver melhor
Prefiro assim, saber ser feliz de cor
Deixar que o afeto vença, o amor seja o maior

Alda M S Santos

Temos pressa

TEMOS PRESSA

O tempo voa, a vida passa
E ficamos a esperar na janela
Por aquilo que de nós não sai
Ainda que pareça balela

Temos pressa…

Nem tudo o que a gente quer
Chega na velocidade desejada
Mesmo sabendo que o mais valioso
Chegará só na hora apropriada

Temos pressa…

A paciência é uma virtude
Que precisa ser bem dosada
Porque se confundida com inércia
Não nos ajuda em nada

Temos pressa…

Cansados de ver ir embora
Tantos sonhos que viraram pó
Queremos aproveitar melhor agora
Para não terminar a vida só…

Temos pressa…

Alda M S Santos

A vida pede

A VIDA PEDE

A vida pede um pouco mais de magia
Lutamos, buscamos, escolhenos a fantasia
Na ânsia de belos sonhos querer realizar
Vamos tentando alcançar, acreditar, confiar

Nem sempre o que reluz é ouro
Brilho falso, fugaz, ouro de tolo
O prometido não se cumpre, não se concretiza
E a esperança vai embora, trai, inviabiliza

Mas há outros caminhos, rotas a conhecer
Novo dia, novo tempo, novo alvorecer
Chamando para não desistir, fazer acontecer

A vida tem primazia, é soberana, nos apetece
Forte, se impõe, prevalece, não amolece
E faz de cada um de nós sua mais bela prece

Alda M S Santos

Quero ser

QUERO SER

Quero ser o ritmo da canção
Aquele que enternece o coração
Na dança ser leve compasso a flutuar
Te encantar, girar, fazer você dançar

Quero ser a fantasia, o sonho bom
Mesclado de muitas cores, vários tons
Daqueles que não queremos acordar
Num reino encantado poder morar

Quero ser sua bela história
Forte e marcante em sua trajetória
E seus mais lindos momentos de vitória

Quero ser suas melhores lembranças
O passado, suas loucas andanças
O presente e um futuro cheio de bonança

Alda M S Santos

Dormência

DORMÊNCIA

Aquela brisa suave que toca a pele, revitaliza
Refresca o corpo, o coração reenergiza
Melhor ainda, atinge a alma, arrepia
Leva- nos a viajar por mundos em harmonia

Aquela água que esfria o corpo quente
Desperta doces sensações dormentes
Conecta o indivíduo à tanta beleza
E traz para fora sua real natureza

O Sol que aquece, a Lua que ilumina
As estrelas que salpicam num teto natural
Um espetáculo maravilhoso, bem divinal

Somos todos natureza em dormência
Prontos a sermos pelo outro despertados
Por nós mesmos, ao nos fazermos amados

Alda M S Santos

Quanto vale uma vida?

QUANTO VALE UMA VIDA?
Uma pergunta difícil : quanto vale uma vida?
Uma vida vale tudo, mas não há nada que pague.
Também não vale nada, visto que não há valor material que possa sustentá-la
E tantas vezes parece estar presa a um único fio…e perdura
E outras, parece forte… e se perde
Vale o tamanho do nosso amor, da dor que fica
Da ausência deixada, da lacuna não preenchida
Como amor não tem medida, a vida também não tem…
Qualquer vida que se perde
Que permitimos que se vá
Que não conseguimos impedir a partida
É uma perda irreparável,
Independente de quem foi
Sexo, idade, classe social, instrução, religião, profissão…
É sempre um projeto de Deus interrompido…
E uma vida nunca pode substituir a outra
Cada vida é única e especial
Algumas são mais preciosas para a gente que outras
São aquelas que Deus nos entregou nas mãos e disse
“Cuida, confio em você”!
São aquelas pelas quais seremos cobrados
São aquelas que trazem tudo de bom que temos
Que fazem a nossa própria vida ser preciosa
Que nos alimentam de sorrisos e lágrimas
Que nos fazem acender, manter e fazer valer nossa porção divina…
Alda M S Santos

A lista

A LISTA

Lista de coisas a fazer antes de morrer
Lista que se renova e faz renascer
Lista de medos, de desejos, de anseios
Lista de conquistas, vitórias, devaneios

Sempre conhecer um lugar novo
Reencontrar um amigo, abraço gostoso
Ser calmaria na vida desse povo
Ter na vida um amor intenso, fogoso

Pular de paraquedas, fazer um cruzeiro
Fazer o que der na telha o dia inteiro
Viajar,  voltar à terra natal
Descansar à sombra da mangueira no quintal

Banhar nua na cachoeira gelada
Ser na varanda aquela moça feliz, a namorada
Ler, escrever, fazer valer esse viver
Com ou sem lista, tudo por prazer…

Alda M S Santos

Vamos brincar de viver

VAMOS BRINCAR DE VIVER

Que fazer com esse novo amanhecer
Que invade sua janela sem pedir
Sem perguntar se é isso que vai querer
Sol que lança através da vidraça seus raios sem pudor
Leva calor, luz, pássaros, afasta seu cobertor
Que parecem cantar em sua sintonia
Acorda! É tempo de viver o amor!
Há um mundo lá fora à sua espera
Que precisa de cada um aqui
Para que se opere a magia
De um viver de paz e harmonia
Abra as portas da sua alma
Acredite, deixe-se invadir pela energia dessa boa aura
O belo cá de fora convida o belo que há em você
Venha! Vamos brincar de viver!
Vamos?

Alda M S Santos

Asas quebradas

ASAS QUEBRADAS

Anjos também se machucam, se ferem
Anjos podem ter suas asas quebradas
Não conseguir levitar ou ajudar
Passam a voar baixo, não alcançar
Aquilo que precisam fazer para mudar
Anjos também se cansam, se estressam
Podem até querer ficar num canto
Tentando achar um meio de acalmar o pranto
Anjos são só aquilo que gostaríamos de ser
Mas nem sempre conseguimos fazer acontecer
Nesse viver de dor, mágoa, tanto por melhorar
Se as asas se quebram, é preciso ajeitar
Pois a vida por aqui não pode parar
E sem anjos tudo fica mais difícil
E não seria prazeroso continuar…

Alda M S Santos

Mais colorido

MAIS COLORIDO

Quero pintar esse mundo doido, doído
De azul, vermelho, amarelo, rosa choque, toda a cor
Fazer um grande e bonito colorido
Quem sabe assim não ofusque todo dissabor?

Pincelar bem tudo que estiver desbotado
O abraço, o beijo, o cuidado, o olhar, o sorriso
Aquele de humor nublado, calado
E tudo o mais que for preciso

Quero levar a cor neon, brilhante
Numa grande paleta, uma aquarela
Ao idoso, jovem ou infante
Um abraço, um sorriso e uma flor amarela

A todos que precisarem dela…

Alda M S Santos

Ela convida

ELA CONVIDA
Apenas um ser solitário na multidão consciente de si
Ouve ecos de muitos corações a tocar o seu
Caminha como se flutuasse entre nuvens de algodão
Uma pluma ao sabor do vento sendo levada
Um certo receio em acreditar no que via
A luz é forte, intensa, brilhante
Atinge de forma ímpar sua alma
Aquece cada recanto carente de calor
Gira, rodopia, se encanta com sons
Cada cor parece mais forte e bonita
Há música, melodia suave, quer dançar
Tudo parece mais belo, perfumado e colorido
Parece que estava presa num porão qualquer
Sequestrada pela vida, pela necessidade de crescimento
O resgate foi pago, a vida foi devolvida
E ali estava ela num mundo novo
Muito mais bonito, muito mais humano
No sentido mais literal e verdadeiro que poderia haver
Cada coração único e solitário via os demais de modo diferente
Sentia que era parte imprescindível no todo
Assim como todos os demais também eram necessários
O mundo agora só fazia sentido na união
Alguém chegou até ela, deu um abraço
Dançaram juntos pela rua a festejar
A comemorar uma nova chance de viver e fazer diferente
A esperança era o que havia no caminho a seguir
E convidava a todos: vamos?
Alda M S Santos

Até a volta

ATÉ A VOLTA

Penso que quando Deus nos idealizou
Não foi só com a costela de Adão
Que a Eva Ele formou
Em cada um de nós plantou
Um pedacinho das nuvens do céu
O perfume das flores do jardim, doce mel
Uma onda bonita que retirou do mar
O barulho da cachoeira caindo sob o belo luar
O brilho de uma estrela que a noite vem clarear
Também colocou em nós um pouco do calor do sol
O frio de uma noite ao relento
E a brasa de um coração de amor sedento
Por isso somos tão inconstantes e “incompletos”
Queremos nos preencher até o teto
Buscamos a conexão que temos com a natureza
O carinho, o amor, a sintonia, a beleza
Ele foi bem sábio!
Quis manter-nos uns aos outros conectados
Numa teia de amigos, amantes, eternos “enamorados”
Até podermos voltar para Seu lado!

Alda M S Santos

Natural é querer viver…

NATURAL É QUERER VIVER…

O saudável é querer viver

O natural, até instintivo, é preservar a vida

A alegria em se renovar, em gerar brotos e buscar o sol

Em renascer em cores a cada decepção cinzenta

Em querer brilhar ainda que haja sombras

Em buscar oxigênio quando se sentir sufocar

Em estender raízes em busca de hidratação e nutrientes

Quando tudo parecer seco e sem esperanças

Perder umas folhas e galhos e manter raízes

É típico de tudo que vive, mesmo depois de parecer morrer …

O corpo se reabastece, fecha feridas, cicatriza, se fortalece

A mente se refaz em inúmeros circuitos, conecta-se com o bem

A alma resplandece de prazer, paz e luz

O coração clama por amor!

Uns momentos, horas, dias, temporadas de tristeza são normais

Talvez até necessários para tornar a vida mais valiosa

O que não é normal é desprezar o viver

Fazer dele um tanto faz como tanto fez

O que não é natural ou saudável é preferir o morrer

Isso é patológico, carece tratamento, não é fraqueza

É uma doença das mais cruéis: a da alma

Lutar pela vida é dever de todos nós

Pela nossa e pela dos outros que nos são caros

Ou simplesmente que estão por perto…

Somos todos responsáveis!

Alda M S Santos

#setembroamarelo

A vida vale a pena

A VIDA VALE A PENA

A vida vale a pena…

Mesmo que eu não identifique todos os tons de verde…

Ou de branco ou azul existentes.

Mas posso admirá-los! 

E sentir todas as vidas que aqui pulsam

E refletem dentro de mim…

Respiro o ar, sinto a esperança

Aspiro vida! 

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: