Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

alegria

XÔ TRISTEZA!

XÔ TRISTEZA!

Há momentos em que ela quer tomar conta
Nos joga num canto, faz feio, apronta
Quer ganhar espaço, castigar a alma
Vencer pelo cansaço, afastar a calma

Como agir para dela não padecer?
Uma lista de atitudes dá até para fazer
Brincar, dançar, cantar, uma série maratonar
Ler, conversar, namorar, lágrimas deixar rolar

Bom saber que ela faz parte do viver
Se chegou, puxe a cadeira, dê atenção
Avalie o que trouxe de novo, sua emoção
Mas não dê morada definitiva não

Aprender o que ela veio para ensinar
Deixar lavar o caminho para a alegria entrar
Fomos feitos para ser felizes, para amar
Sorria, agradeça, o Sol sempre volta a brilhar

Alda M S Santos

Uma gota

UMA GOTA

Basta uma gota d’água para o pote transbordar

Basta uma única palavra para o pranto desabar

Basta um simples olhar para o coração apaixonar

Basta o primeiro passo para se estender o caminhar

Basta uma gota de carinho para a tristeza passar

Basta um abraço acochado para a alma sintonizar

Basta um minuto de atenção para conquistar um coração

Basta uma dose de compaixão para mudar a direção

Basta uma gota nesse mundo de tanta carência

Um tiquinho que seja de consciência

Para melhorar um pouco nossa existência

Uma gota é o bastante para fazer extrapolar

A dor, a tristeza, a alegria, o ato de amar

E podemos escolher onde queremos transbordar

Alda M S Santos

Pequenos grandes prazeres

PEQUENOS GRANDES PRAZERES

Há prazeres de incomparável valor

Acordar ao lado do seu amor

Não mais sentir aquela dor

Dormir em paz com sua consciência

Conseguir ignorar toda maledicência

Há prazeres de incomparável valor

Encontrar dinheiro onde não esperava

Sorrir renovado onde antes chorava

Esquecer o que não vale a pena mais lembrar

Guardar no peito direitinho o que merece eternizar

Há prazeres de incomparável valor

Balançar numa gangorra na árvore presa

Sair de um trauma, quase ilesa

Ocupar-se ao outro dando a mão, sendo irmão

Tomar chuva em tardes de verão

Há prazeres de incomparável valor

Morar noutro coração por direito, não por favor

Nas noites frias sempre fazer amor

Perceber que não mais sangra aquela cicatriz

Responder aos enxeridos com “seu nariz” ou “isso nada me diz”

Há prazeres de incomparável valor

Rir até a barriga doer

Ser criança, sapeca, até não mais poder

Receber um abraço de carinho apertado

Ser sempre seu maior e melhor aliado…

Há pequenos grandes prazeres de incomparável valor…

Alda M S Santos

Não compro

NÃO COMPRO

Não compro essa “felicidade” que se vende por aí

Vitrines abarrotadas de produtos reluzentes

Enchem os olhos, agradam, atraem

Compradores seduzidos e ávidos

Hipnotizados diante de “seu” objeto de desejo

Pagam qualquer preço pelo seu sonho de consumo

Estoques lotados de mercadorias devolvidas

Consumidores insatisfeitos

Com felicidade vendida, embrulhada em bonitos pacotes

Feita em formas, em série, massificadas

Numa medida que não é da gente

Não compro essa “felicidade” que se vende por aí

Que não é feita no meu número, no meu manequim

Que precisa de reformas e retoques

Que deforma o que tem de belo na gente

Alegria fugaz à base de porcaria

Conteúdo feio em embalagem atraente

Sorriso que se desmancha na primeira ventania

Coração que sofre e chora dentro de um modelo apertado

Uma alma que perde o encanto, a magia

Não compro esse modelo de felicidade

Na verdade não quero nem doado

Bom mesmo é escalar a própria alegria na simplicidade

A felicidade deve ser feita sob medida

De cada alma, de cada coração…

Alda M S Santos

Seja sorriso

SEJA SORRISO

Tímido, contido, amarelado ou disfarçado

Aberto, rasgado, gargalhado ou meio acabrunhado

Sempre iluminado!

Dê à vida seu melhor sorriso

É mais difícil magoar quem sorri

É mais difícil desnudar quem se veste de sorriso

É mais difícil derrubar quem carrega a leveza de um sorriso

É mais difícil humilhar quem traz a força de saber sorrir

É mais difícil enganar quem faz do sorriso sua verdade

É mais difícil apagar o brilho de quem traz um sorriso nos olhos

É mais fácil confiar em quem traz a alma expressa no sorrir

Até as lágrimas cessam nos olhos de quem sorri

É impossível não sorrir

Para aquele que nos presenteia com um lindo sorriso

Seja vida, seja um vencedor, seja amor

Seja verdade, seja sorriso!

Alda M S Santos

Está chegando a hora

ESTÁ CHEGANDO A HORA

É preciso que a gente se divirta

Não precisa ser só no carnaval ou épocas especiais

Bloco nas ruas, bailes nos salões ou escolas de samba na avenida

Nem precisa gostar do tumulto do carnaval

Pode querer se estirar no sofá e assistir um filme

Preferir ir para o mato, deitar na rede, olhar o céu

Ouvir as marchinhas cantadas pelos pássaros

Ou assistir ao desfile das borboletas e beija-flores…

Mas de diversão todos gostam

Aquela que usa o carnaval ou qualquer data festiva

Como mera desculpa para interagir, sorrir, brincar

Tempo para encontrar e socializar com os amigos

Do trabalho, da escola, da igreja, da família

Da academia, do Pilates ou aqueles de tempos idos…

Qualquer um que queira espalhar alegria

Porque de tristeza estamos todos saturados…

Quem se diverte e se alegra com a diversão dos outros

Tem Deus, sim, é mais feliz, mais saudável, vive mais…

Vamos curtir enquanto há tempo

Porque ele passa ligeiro e nos arrasta junto

Tal qual trenzinho nos bailes

“Ai, ai, ai, ai, ai, ai, ai

Está chegando a hora

O dia já vem raiando meu bem

Eu tenho que ir embora…”

Alda M S Santos

Perseverança

PERSEVERANÇA

É preciso perseverar!

Férias não duram para sempre

Festas têm fim, lazer tem prazo determinado

Paz e tranquilidade não são eternas

Mas podem oscilar menos dentro de nós

Para manter algo de bom

Conquistado em momentos ímpares

É preciso perseverar!

Saber usar a bateria que foi recarregada

A emoção que foi bem trabalhada

A alma que se abasteceu transbordando encantos e cuidados

É preciso perseverar!

Se quisermos manter a cor e o tom do verão

O dourado bonito da pele que atinge a alma e faz brilhar o sorriso

A leveza, a tranquilidade e doçura de uma brisa marinha

Ou vivermos para sempre em lua de mel com a vida

É preciso perseverar!

Enfrentar com energia e paciência os outonos e invernos

Curtir também o que de bom podem oferecer

Não se pode desesperar

É preciso perseverar!

Alda M S Santos

Energias

ENERGIAS

Energia que vem da luz solar, de seu calor

Ecologicamente correta, vivência autossustentável

Energia que vem do petróleo, da água, dos recursos naturais escassos

Uma vida em risco, tempo contado, extinção

Preocupações válidas…

Energia que vem de dentro, das emoções

De uma mente saudável, sem culpas, sem medos

De um corpo forte, vigoroso, ativo

Particularmente de um coração pulsante, amoroso

E de uma alma em paz consigo mesma…

São todas energias… interdependentes

Qual delas se faltar nos leva mais rapidamente à extinção?

Precisamos da energia do sol, da água, dos ventos

Precisamos da energia do amor…

Alda M S Santos

Palhaços

PALHAÇOS

Palhaço não é só alegria, só sorrisos

Assim como médico não é só saúde e cura

Nem professor é só saber e ensinamentos

Palhaço, às vezes, é tristeza, amargura

Médico pode ser, na doença, apenas o remédio, o paliativo

Professor ser na ignorância a busca, leitura, aprendizado

O que os difere é a vontade de fazer diferente

É a coragem de não aceitar o “não” das desigualdades da vida

É buscar a saúde nas mais variadas formas de enfermidades

É buscar sabedoria nas mais diversas situações

É abrir um sorriso, ser e levar a alegria

Ainda que haja lágrimas e dor

Num mundo nem sempre colorido

Muitas vezes cinzento, sem saúde e sem saber

Pintar a cara, sorrir, querer aprender e ser a diferença …

Palhaço nem sempre está feliz

Mas palhaço é sempre carinho e alegria para quem vê

É aquele que leva, divide e multiplica o amor

Somos palhaços #carinhologossolidarios

Muito prazer!

Alda M S Santos

Atrás de um sorriso

ATRÁS DE UM SORRISO

Atrás de todo sorriso há uma história

Nem sempre bonita como possa parecer para alguns

Nem sempre iluminada pelo modo que contagia a outros

Nem sempre sedutora como outros pensariam

Nem sempre mal-intencionada como uns maldosos poderiam crer

Nem sempre alegre e encantadora como todo sorriso deveria ser

Mas atrás de todo sorriso que se dispõe a brilhar num rosto

Mesmo que ele não chegue aos olhos

Ainda que não venha de um coração feliz

Existe uma alma corajosa, grata e disposta a lutar

Sabedora de que um sorriso pode não resolver os problemas

Mas também ciente de que sua ausência pode fazer tudo piorar…

Um sorriso sempre faz bem!

A quem dá, a quem recebe…

Se vier com sinceridade atinge a alma…

Alda M S Santos

#carinhologos

Onde mora seu prazer?

ONDE MORA SEU PRAZER?

Quanto mais largo o leque de opções simples

Quanto maior o número de delicadezas a nos despertar sorrisos

Quanto mais amor tivermos em nosso entorno

Entrando ou saindo de nós

Menos dependeremos de grandes expectativas

Ou da realização de grandes sonhos

Para nos mantermos bem, fazermos o bem

Quanto menos ovos colocarmos numa cesta só

Menor o risco de perder tudo

Menos iremos nos decepcionar

Menor probabilidade de deixar escapar entre os dedos

Todo o prazer de viver

E, assim, sermos mais felizes…

Alda M S Santos

Um dia de cada vez…

UM DIA DE CADA VEZ

Quando a felicidade estiver muito próxima da tristeza

Quando a força exigida para manter-se de pé

Estiver fragilizando ainda mais as pernas

Melhor deixar-se “cair”, reconhecer-se frágil

Talvez até impotente naquele momento

Sentar-se à beira da estrada, descansar de tantas dores e cobranças

Dos outros, de si mesmo, principalmente

Abastecer-se de fé e coragem, reconhecer-se humano

E quando a força for chegando aos poucos, se renovando

Levantar, voltar a seguir, um passo de cada vez, degrau por degrau

Lembrando do aprendizado que ficou para não cair ou derrubar novamente

Construindo pacientemente um novo caminho para si

Nem tão longo, nem tão difícil ou penoso

Abrindo os olhos para a luz que se apresenta à frente

Enxergando e vencendo apenas um dia de cada vez…

Alda M S Santos

Brincar de ser feliz

BRINCAR DE SER FELIZ

Brincar…de ser feliz

Dançar, pular, correr

Chupar picolé até se lambuzar

Sorrir até a barriga doer

Despertar um sorriso em alguém

Brincar…pra ser feliz

Sentar no chão, gargalhar

Voltar a ser criança, confiar

Agarrar um bichinho de estimação

Aspirar o perfume de uma rosa

Brincar…de ser feliz

Namorar, abraçar, beijar, amar

Pedir colo, ser colo, fazer amor

Ser o amor de alguém

Chorar se der vontade, inútil engolir o choro

Dormir de conchinha, sonhar

Ler um livro, escrever um poema, ser a poesia

Brincar… pra ser feliz

Mergulhar numa cachoeira gelada

Cantar alto, rezar baixinho

Tomar um banho quentinho

Assistir filme no tapete, debaixo de edredom

Se empanturrando de pipoca

Brincar… de ser feliz

Declarar o amor, apaziguar a dor

Responder a um bom dia, contar uma piada

Rir de si mesmo, sorrir para o outro

Retirar os pesos das costas, ser leve

Perdoar, acreditar que ainda vale a pena…

Brincar de ser feliz…

Brincar pra ser feliz…

Brincar para fazer feliz…

Alda M S Santos

Anjinhos meus

ANJINHOS MEUS

Neles a gente encontra alegria

Com eles qualquer dor pede colo

Qualquer esfolado cura com beijinho

Desânimo se transforma em pega-pega

Lágrimas se enxugam na manga da blusa

Um sorvete é bálsamo da vida

Uma bola, mil possibilidades…

Qualquer história lida, contada ou escrita tem final feliz!

Em que parte pedimos para mudar de fase?

Que botão apertamos para voltar?

Alda M S Santos

Mentiras

MENTIRAS

De quantos “tudo bem” se faz uma mentira?

De quantas mentiras se faz uma falsa alegria?

De quantas falsas alegrias se faz uma felicidade?

De quantas “felicidades” se faz ou se desfaz uma “vida”?

Alda M S Santos

É preciso sorrir

É PRECISO SORRIR

Um sorriso opera milagres

Em quem sorri, em quem recebe o sorriso

Vi num outdoor, não lembro qual marca

“Vamos mudar o mundo: um sorriso de cada vez”!

Acho muito válido!

Mas o nosso precisa estar incluído

Como causa ou consequência! 

É preciso sorrir, para fazer sorrir os outros.

Alda M S Santos

#carinhologos

Contaminação

CONTAMINAÇÃO

Que qualquer gota de alegria remanescente

Que um mínimo de boas lembranças e fé

Sejam capazes de nos inundar

E nos afogar numa enxurrada de amor e paz. 

Neutralizando qualquer mágoa ou tristeza, 

Enxugando lágrimas,

Em qualquer tempo, em qualquer lugar

Por qualquer motivo…

Alda M S Santos

Lágrimas

LÁGRIMAS

Lágrimas, quase sempre associadas a sentimentos negativos,

Nada é capaz de expressar tanto sentimento, nada.

Da dor a alegria, do prazer a tristeza

Da angústia a saudade, da raiva a satisfação

Do alívio a culpa, da esperança ao desespero, 

Da vergonha ao orgulho, do amor ao ódio.

Dificilmente se controla, quase nunca se disfarça.

Sufocá-las é contraproducente,

Liberá-las e buscar entendê-las é maturidade. 

Parece nos esvaziar, deixa vácuo,

Espaço para o novo se irrigar, brotar e crescer.

Alda M. S Santos

Entre sorrisos e lágrimas

ENTRE SORRISOS E LÁGRIMAS

 Sorrisos são superestimados.

 Lágrimas são subestimadas.

Explico: Tantas vezes ouvimos pessoas encantadas com sorrisos. Sorrisos são unanimidade, todos gostam, todos valorizam, todos querem dar e receber. Expressam alegria, satisfação, amor, prazer. Sorrir faz bem pro coração, pra pele, pra alma. Nossa e dos outros. Desde um leve puxar de lábios, o sorrir com os olhos, até uma gargalhada. Quem sorri mais, atrai mais pessoas. Aparenta viver mais e melhor, ser feliz.

E as lágrimas? Quando são derramadas?

Os motivos podem ser os mais variados: dor física, exaustão, superação, vitória, derrota, alegria, tristeza, frustração, expectativa, ansiedade, revolta, raiva, injustiça, vergonha. Por si mesmos, pelo outro.

Que as lágrimas sejam derramadas quando sentimos dor, raiva, tristeza, frustração, impotência, vergonha, entendemos. Lágrima está quase sempre associada a algo ruim. As mais dolorosas são aquelas que nos deixam impotentes perante a dor daqueles que amamos, pelos quais daríamos parte de nós, ou nossa vida, para que ficassem bem.  Essas lágrimas todos entendem. O melhor jeito é abraçar, dar colo, palavras de incentivo, orar, chorar junto e aguardá-las passar.

Mas, e quando as vertemos, sem controle, num casamento, no nascimento de um filho, na formatura, ao tirar carteira de motorista,  passar no vestibular,  fazer uma oração, ou ao ouvir uma declaração de amor?

Simples: só o que atinge fundo a emoção gera lágrimas. Ou seja, quanto mais lágrimas tivermos derramado nessa vida, mais intensa em emoções ela terá sido. Não devemos desvalorizá-las ou dispensá-las. Devemos recebê-las, “curti-las”. A cada torrente de lágrimas, quase sempre algo novo e bonito surgirá. Penso que Deus as permite para limpar e irrigar o terreno, para que possamos receber as novas bênçãos.

Valorizemos, sim, o sorriso sem, contudo, desvalorizarmos as lágrimas. Assim, em breve, será possível surgir um belo sorriso, daqueles que todos amamos.

Alda M S Santos

 

Ovos de Páscoa

OVOS DE PÁSCOA

Dentro da sacola enorme, uma caixa grande

Dentro da caixa, água com açafrão, chá e vinagre,

Mergulhados na água, cascas inteiras de ovos, sem o conteúdo.

Depois de andar 2km, com muito cuidado,

Tudo isso do colo pro chão no metrô lotado.

Ao final, serão ovos coloridos recheados de brigadeiro.

Uma pequena “arte” para alegrar a Páscoa no Lar dos Idosos.

Se interceptada, pode ser acusada de “bruxaria” ou terrorismo…

Imaginar a alegria deles vale qualquer “esforço”.

Alda M S Santos

Seu olhar é triste

SEU OLHAR É TRISTE

Numa homenagem às mulheres num lar para idosos,

Ao colocar a faixa de Miss Guerreira numa senhora, abraçá-la e beijar suas faces, ela segurou minhas mãos, carinhosamente, e me olhou nos olhos. Sentei-me ao seu lado.

Ela era muito linda e bem arrumada. Sorriso doce e cativante.

– Você é linda, brinca e parece feliz!- apertou minhas mãos.

-Obrigada!-respondi encabulada.

– Parece uma anja. Mas tem o olhar triste! 

-É? Mas não sou triste!- sorri meu sorriso de palhacinha.

– É preciso ser observadora para perceber. Há uma sombra triste no seu olhar. Falta-lhe algo!

Fiquei embaraçada ao ser analisada assim.

– Talvez! -respondi para não deixá-la sem graça. Ela completou:

– Não se preocupe! Poucos notariam. E ninguém tem tudo mesmo! 

Fiz mais uns carinhos nela, conversamos e fui cantar mais umas músicas.

Ela estava sempre me observando como alguém a dizer:

– Não se preocupe! Só eu notei.

Fiquei a me perguntar se já havia ouvido isso de alguém algum dia.

Será que tenho mesmo essa sombra sinalizadora de falta? 

Cada dia aprendo mais com esses idosos! 

Alda M S Santos

Sorrisos

SORRISOS

Há sorrisos de todo tipo:

Sorriso tímido, olhar baixo, inseguro

Sorriso amarelo, sem graça, envergonhado

Sorriso largo, sem censura, contagiante

Sorriso triste, sofrido, saudoso

Sorriso falso, que repele

Sorriso nervoso, tenso, preocupado

Sorriso sensual, que atrai,

Sorriso com os olhos, que traz a alma junto e nos cativa

Sorriso carinhoso, solidário, amigo, que conforta 

Sorriso de amor, que vem do coração e nos abraça forte.

São sorrisos…Todos.

Distribuímos os nossos criteriosamente

Recebemos dos outros, nem sempre como gostaríamos.

De qualquer modo, já dizia o poeta:

“Não que a vida esteja assim tão boa,

Mas um sorriso ajuda a melhorar…”

Que sejamos mais democráticos ao distribuí-los e recebê-los.

Alda M S Santos 

Fazendo o caminho

FAZENDO O CAMINHO

Hoje pode estar lindo e calmo

Sol, cores e alegrias

Amanhã, nuvens e tempestades

Não esperemos um caminho suave, florido e belo todo o tempo.

Estando preparados para intempéries, caminharemos com mais alegria e disposição.

Não esperemos um caminho pronto, pois

“É caminhando que se faz o caminho”…

Alda M S Santos

Despertar

DESPERTAR

Sorrir é prazeroso, receber sorrisos, idem

Ver sorrisos onde antes reinavam a tristeza

A amargura, a dor e o sofrimento é divino

Saber que você despertou tal sensação

Traz uma leveza no coração

Uma vontade de sair só fazendo coisas boas por aí! 

Despertar sorrisos, fé, amor,

Confiança que nem tudo está perdido

É incomparável. 

Alda M S Santos 

Saudades eternas

SAUDADES ETERNAS
Como definir um sentimento? Como saber se é bom ou ruim? Se despertar sorrisos, é bom? Se fizer brotar lágrimas, é ruim?
Penso que não seja assim tão simples.
O que dizer da saudade?
Se analisarmos que só deixa saudade o que foi prazeroso, saudade é um sentimento bom.
Se, por outro lado, dói lembrar, machuca, sangra, faz chorar, é ruim.
Certo? Nem sempre.
Saudade é, na verdade, um sentimento ambíguo. Traz alegria e tristeza. Alegria pelo vivido que foi maravilhoso, e tristeza pela perda, pela vontade e impossibilidade de reviver.
Precisamos dar um tempo para o nosso coração chorar, se lamentar, mas é fundamental que o que fique, que a marca maior em nós seja da alegria.
E torcer que possamos um dia reviver…
Se não aqui, noutra dimensão.
A todos nós que perdemos alguém, que hoje possamos lembrar delas com saudades e alegria.
“Saudades, sim, tristeza, não”!
Alda M S Santos

Frustrações

FRUSTRAÇÕES

Frustração é quando

Não conseguimos transformar o pesadelo em sonho,

O sonho em realidade…

Frustração é quando não podemos aproximar o distante tão querido,

E afastar o próximo indesejado.

Frustração é não fazer o que se ama,

Mais ainda, não amar o que se faz…

Frustração é o daltonismo diário,

Só ver cinza onde há cores! 

Frustração é não conseguir transformar amizade em amor,

Ou amor em amizade, conforme se queira. 

Mas mais frustrante mesmo é desistir 

A vida consiste em transformar frustrações

Em maravilhosas realizações… 

Alda M S Santos

Quando

QUANDO

Quando o coração está em paz,

O som do despertador parece música,

Quando a luz vem de dentro,

Dias nublados são brilhantes

Quando a esperança nos acompanha,

Uma cara feia é apenas uma oportunidade de ajudar

Quando a fé na humanidade é nosso guia,

Um “bom dia” torna-se um “eu te amo”! 

Quando Deus está conosco,

Até a maior tempestade é pacífica.

Quando somos amor,

Somos alma, somos sorriso, somos paz! 

Bom diaaaaa! 

  1. Alda M S Santos 

Sentimentos não se prendem

SENTIMENTOS NÃO SE PRENDEM!
Não somos guarda-volumes, caixas-fortes ou depósito de sentimentos. Sentimentos existem para serem expressados, transformados, sublimados ou eliminados, nunca estocados.
Se forem sentimentos ruins, negativos, que nos fazem mal ou aos outros, precisamos trabalhar para transformá-los ou eliminá-los. É o caso do ciúme, da inveja, da raiva, da negatividade, da superioridade, da possessividade. É necessário investigar as causas, analisá-las a fundo, buscar substituição por sentimentos melhores tipo confiança, fé, bondade, compaixão e amor.
Se forem sentimentos nobres, mas que, de alguma forma, não têm feito bem, é preciso alguma ação sobre eles. É o caso da fé cega, da compaixão, da solidariedade, da alegria, do amor. Sim! Eles também podem fazer mal.
A fé cega costuma gerar superioridade e preconceitos para com os demais. Ela precisa transformar-se em ação, humildade e compaixão. A fé sozinha, sem ação, é inútil!
A compaixão e a solidariedade excessivas podem paralisar e tornar dependentes aqueles que delas necessitam. Oferecer ajuda é carregar no colo primeiro, em seguida dar as mãos, mas depois deixar livre para seguir. E não pode também paralisar a vida de quem ajuda.
A alegria contagia, faz vibrar, mas perto de quem está muito mal soa “ofensiva”, portanto, não deve ser escondida, mas dosada.
O amor sempre será positivo. Sempre. Para quem sente e para quem o recebe. Porém, há os casos em que o amor tem que vir com uma dose de cobrança, de firmeza, como no caso do amor paternal. Mas nunca deve se esconder atrás da severidade.
Há os casos em que ele ocupa um só coração, então, deve ser transformado em amizade ou “direcionado” para outro beneficiário.
Há ainda os casos “proibidos”, se é que existe amor proibido. Pode ser por um esporte, inadequado fisicamente para quem o aprecia, por um hobby, oneroso demais para se manter, por um objeto, viciante, por uma pessoa, inacessível. Nesses casos, há a sublimação. A força desse amor deve ser sublimada em outra atividade que lhe dê prazer. Um “amor” excessivo ao fumo, por exemplo, pode ser sublimado numa habilidade musical. O amor por uma pessoa inacessível pode ser sublimado numa energia de amor fraternal e solidária, e por aí vai…
Não estou querendo de modo algum simplificar. Apenas afirmo que sentimento preso e estocado não produz coisas boas, ao contrário, pode gerar doenças.
Precisamos nos cercar de pessoas alegres e sábias que, de uma forma ou de outra, sempre nos ajudam.
Podemos pensar que não somos responsáveis por sentimentos que brotam em nós. Não somos mesmo! Sentimento é vivo, nasce, cresce, se expande, está em constante movimento. Brota por algum motivo. Mas uma coisa é certa, podemos escolher o que fazer com eles, quais vamos alimentar, deixar crescer e manter como nossa marca registrada.
Que seja o amor!


Alda M S Santos

 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: