Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

preciosidades

Anti-Gênio

ANTI-GÊNIO

Chateada com a vida ela tropeça numa lâmpada e a chuta longe.

Sem esfregadinha a lâmpada se acende e logo um gênio cansado aparece.

“Oba! Já sei! Tenho direito a três pedidos!” -ela diz

“Sou o Anti-Gênio, vou retirar três coisas de você!”- ele fala impassível.

“Como assim?”- ela se assusta

“Vou levar três coisas suas, mas deixo você escolher quais.”- retruca

“Mas não tenho nada valioso que você possa querer”

Ela reclama, pede, implora…e nada…

“Se você não escolher eu levo o que quiser”- rebate.

E na lâmpada vão aparecendo as cenas da sua vida

Presas na lâmpada longe dela tudo que pretende destruir

Com as pessoas que ele pretende levar:

Seus pais cuidando dela com carinho

Os irmãos brincando com ela na rua de terra

Os amigos queridos da escola, da igreja

Seu casamento, seu parceiro de todos os dias

Os filhos queridos, tão lindos, tão seus, tão pequenos ainda…

A saúde, a disposição para o trabalho

As amigas sempre presentes…

A cada cena que passava ela chorava e dizia: “isso não”!

“Por que você não procura alguém com muitos bens”?- desabafou

“Isso eu já tenho, quero coisas valiosas”…

“Mas tudo isso é valioso apenas para mim! De que servirão para você”?

“São valiosos para você? Achei por aí….”- pergunta o Anti-Gênio

Ela não sabia o que dizer temendo afirmar que sim, que eram muito valiosos

E ele levar a todos…

“São tudo que eu tenho, não quero mais nada, apenas que fiquem comigo”…

Ela estendeu a mão e foi tocando com carinho as cenas na lâmpada

Cada uma que tocava ia desaparecendo

Voltavam para dentro de si…

E o Anti-Gênio, sem nada mais dela preso em sua lâmpada,

Foi em busca de outras coisas valiosas perdidas de seus donos…

Tudo é tão leve, tão fugaz

E pode escapar de nossos dedos e ir embora a qualquer momento…

Alda M S Santos

Conchas e pérolas

CONCHAS E PÉROLAS

Conchas ou pérolas?

Corajosos e afoitos atrás das pérolas preciosas

Mergulham fundo, arriscam-se

Cautelosos e ponderados na areia da praia, na superfície

Encantados com suas conchinhas

Ou sonhando com as pérolas do fundo desconhecido

Que seria das conchinhas da areia

Se todos mergulhassem atrás das pérolas?

Quantas conchinhas lindas esquecidas

Por aqueles que as perdem em busca da incerteza das pérolas?

Quantas pérolas já temos nas mãos e não as reconhecemos, descartamos?

Façamos de nossas conchas nossa pérola particular e preciosa ….

Alda M S Santos

Cofre

COFRE

Cofres são totalmente dispensáveis!

O que temos de mais valioso

Nosso maior tesouro, o que levamos conosco

Ou o que deixamos com os que ficam

Precisa ser distribuído todos os dias,

Não trancado à chave:

A nossa capacidade de dar e receber amor.

Seu “cofre” é o coração

E esse deve estar sempre aberto, sempre cheio

Livre trânsito de tesouros…

Alda M S Santos

Joias

JOIAS
Nunca fui muito fã de joias!
Claro, sou mulher, acho lindas!
Mas nunca fiz questão de ganhar uma joia,
De ter uma joia de pedras preciosas.
E não é porque sou boazinha, simplória ou melhor que ninguém!
Sempre preferi ter uma pessoa-joia para mim.
E ser uma joia para alguém!
Forte, resistente, bela e preciosa.
E isso não é qualquer um que se dispõe,
Ou que saiba fazê-lo.
Exige muito mais que ter dinheiro e ir à joalheria.
É pagamento para a vida toda!
Parcelado em dias e dias infinitos de carinho.
Pagamento que se faz com imenso prazer,
Ou não se faz…
Ambos sendo credores e devedores.
É assim que somos joias!
Alda M S Santos

Temos valor

TEMOS VALOR

Queremos muitas coisas na vida que saem caras:

Um teto para nos abrigarmos

Uma cama quentinha para descansarmos

Alimento saudável sobre a mesa

Estudos que nos deem conhecimentos

Um trabalho que nos sustente

Transporte que nos satisfaça

Planos de saúde que nos atendam

Passeios que nos relaxem

Uma religião que nos acalme

Amigos que nos acompanhem…

Amores que aqueçam nossa cama

Filhos que nos orgulhem…

Por elas pagamos um preço alto.

Sim! Quer seja financeiro, favores, trocas, acordos…

Mas existem aquelas que não há maneiras de pagar…

Não são compradas ou negociadas

São conquistadas:

Uma família unida sob o teto

Alimentos e estudos que nutram nossa alma

Um trabalho que seja prazeroso e nos dignifique

Amigos que riam e chorem conosco

Que nos corrijam, nos alertem, nos amem

Sejam companheiros nas lutas e diversões

Um corpo e uma mente saudáveis

Amores que aqueçam não só a cama, mas também nosso coração

Filhos de bom caráter, alma linda e felizes…

Uma fé infinita em Deus.

Estaremos bem se tivermos com o que pagar pelas coisas caras.

Seremos verdadeiramente felizes se conseguirmos conquistar as que não têm preço, mas têm inestimado valor.

Aquelas as quais não trocamos por dinheiro nenhum do mundo.

Para conquistá-las e mantê-las usamos a moeda mais antiga, rara e universal que existe: o amor incondicional.

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: