Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

magia

Onde estará?

ONDE ESTARÁ?

A procura pela fadinha continua
Esse serzinho belo e encantado
Que faz da nossa vida a sua
E deixa todo mundo enamorado

Ela traz pureza, leveza
Com sua varinha e delicadeza
É magia, alegria, mistério
Todos a procuram, é caso sério

Mas não precisa ir longe não
Ela é poderosa, está em seu coração
Feche os olhos, sinta a emoção

Se você se concentrar irá notar
Ela pode chegar, devagarinho te tocar
Sentirá suas asinhas fazer seu mundo vibrar

Alda M S Santos

A magia

A MAGIA

Que tira você do foco, te deixa sem chão
Que abala sua mente, sua emoção
Te lança em alta voltagem
E faz da vida uma doce miragem?

Uma injustiça te deixa revoltado
A desigualdade te faz desanimado
A caridade faz crer que algo pode ser mudado
Nesse mundo que tudo parece abandonado?

Uma alma boa, um querer alucinado
Um alguém que te deixa atarantado
Ou a doce magia de um coração apaixonado?

Que te faz mover, agir, navegar
Nesse oceano sempre a avançar
Em busca da magia que vale a pena conquistar?

Alda M S Santos

Poção mágica

POÇÃO MÁGICA

Quero fazer uma poção mágica
Que cure mal físico, mental, emocional
Que desperte amor adormecido
E nos proteja de todo vendaval

Quero fazer uma poção mágica
Que num simples abracadabra
Faça a flor desabrochar, perfumar
E aquele moço se apaixonar

Quero fazer uma poção mágica
Mesmo que precise no mar ingredientes buscar
Ou numa cachoeira gelada me banhar

Quero fazer uma poção mágica
Aprendo com bruxas e fadas seu poder de encantar
Para colocar de novo a Terra na órbita a girar

Alda M S Santos

Poção mágica

POÇÃO MÁGICA

Preciso reaprender uma nova poção

Uma que seja mágica e que anime o coração
Que possa fazer para todos sem distinção
Que traga carinho e alegria de montão
Numa só colherada afaste a decepção

Preciso fazer uma nova poção

Num leve sopro leve para longe a solidão
Numa cachoeira forte restaure boa emoção
Uma gota apenas renove a fé na humanidade
Uma só pitada afaste a agonia e a ansiedade

Quero fazer uma nova poção

Uma poção para despertar sorrisos distantes
Para restaurar amor e amizades fragilizados
Um pó na ventania que torne a todos abençoados

Quero fazer uma nova poção

Se essa poção me for permitido fazer
Nunca mais hei de esquecer
Vou multiplicar e a todos oferecer

Alda M S Santos

Gotas de magia

GOTAS DE MAGIA

Em cada gota que cai estrondosa
Arrepia a pele, sensação gostosa
Vem do alto, como chuva de magia
Tantos pedidos surgem, agradável sintonia

Imaginação corre solta, cria lendas
Quantas delas vivem ali, sem contendas
Gnomos, bruxas, magos e fadas
A proteger a natureza tão amada

É um mundo encantado, de paz
Conexão, harmonia que a natureza traz
Em cada detalhe, um pedido, uma oração
Se analisássemos bem, só seríamos gratidão

Alda M S Santos

Quero (re)escrever

QUERO (RE)ESCREVER

Quero fazer uso de um lápis mágico
Escrever, reescrever, desenhar, ilustrar
Uma vida cheia de sonhos para realizar
A cada traço do meu lápis mágico
Tornar o mundo mais belo e encantado
Nessa dimensão maluca poder girar, parar, descansar
Quando escrever amizade, poder unir amigos de qualquer idade
Se escrever cachoeira, logo estar banhando, sem bobeira
Se desenhar um jardim, sentir você perto de mim
Ao traçar uma rosa, nos envolvermos numa longa prosa
Ah, e se escrever amor, em qualquer cor
Que possamos ser doçura, intensidade, calor
Sem medos, sem culpas, sem pudor
Um lápis mágico que possa desenhar sem parar
E se errar, que possa redesenhar, sem magoar
Quero com meu lápis mágico traçar um destino
Navegar nele com alegria, mesmo em desatino
Não perder o norte, ser forte, suporte
Até reescrever o momento derradeiro da morte
Sabedora de que fui e fiz o que era preciso nesse plano
Voltar sem arrependimentos para casa…

Alda M S Santos
Tarde de poesias- Meu lápis mágico

Onde estará?

ONDE ESTARÁ?

A procura pela fadinha continua
Esse serzinho belo e encantado
Que faz da nossa vida a sua
E deixa todo mundo enamorado

Ela traz pureza, leveza
Com sua varinha e delicadeza
É magia, alegria, mistério
Todos a procuram, é caso sério

Mas não precisa ir longe não
Ela é poderosa, está em seu coração
Feche os olhos, sinta a emoção

Se você se concentrar irá notar
Ela pode chegar, devagarinho te tocar
Sentirá suas asinhas fazer seu mundo vibrar

Alda M S Santos

Poção mágica

POÇÃO MÁGICA

Quero fazer uma poção mágica

Que cure mal físico, mental, emocional

Que desperte amor adormecido

E nos proteja de todo vendaval

Quero fazer uma poção mágica

Que num simples abracadabra

Faça a flor desabrochar, perfumar

E aquele moço se apaixonar

Quero fazer uma poção mágica

Mesmo que precise no mar ingredientes buscar

Ou numa cachoeira gelada me banhar

Quero fazer uma poção mágica

Aprendo com bruxas e fadas seu poder de encantar

Para colocar de novo a Terra na órbita a girar

Alda M S Santos

Fadinha encantada

FADINHA ENCANTADA

Quisera ter alma limpa e purificada,

Muita leveza no gesto e no escrever

Certeira e destra em minha alçada,

Sempre amando a Natureza e o ser.

Quisera ser uma mágica fadinha,

Linda, sonhada, doce e bem amada,

De repente, de anjo à bruxinha,

Sendo mais que encantada, abençoada

Esta é a fadinha que eu sonho ser,

Em minhas poesias, que brinco, gracejo,

Quero levar luz, amor, beijos e desejo

E viva a fadinha purificada, sempre bem acompanhada

De poetas, bruxos, feiticeiras amadas

É a fadinha, aquela que sonho e parece encantada

Alda M S Santos

Fada, fadinha

FADA, FADINHA

Fada, fadinha

Que faz da vida pura magia

E transforma dores em doces sabores

Quero te fazer um convite:

Quer ser minha fada madrinha?

Fada, fadinha

Que é doçura, sonho, encanto

Não quer me abraçar, cuidar de mim

E pra sempre enxugar meu pranto?

Fada, fadinha

Que é amizade, é bondade

Cura mal de todo tipo

Não quer aplacar essa saudade

Que vira e mexe me invade?

Fada, fadinha

Que tem poderes, asas, voo, imaginação

É luz, brilho, cor, é fantasia

Que tal juntar-se a mim

Com sua varinha de condão

E sermos juntas pura poesia?

Alda M S Santos

Ilha do desejo

ILHA DO DESEJO

Uma placa, uma mensagem, uma indicação

“Ilha do Desejo”

Que será que se faz ali?

É uma ilha sonhada, desejada

Uma ilha onde desejos são despertados

Ou uma ilha onde desejos são realizados?

Será um espaço mágico, especial

Que ao ser adentrado todos os desejos tornam-se reais?

E se houver desejos controversos

Em que a realização do meu se interpõe à realização do seu?

Quais critérios usados?

Os mais justos, os mais fortes,

Quais prevalecem?

Qual a fantasia, qual a magia?

Ilha do Desejo

Do meu, do seu, de quem?

Alda M S Santos

Bruxices

BRUXICES

Num caldeirão bem grande, com uma colher de pau

Tento fazer uma poção mágica

Que tenha poderes curativos e nos imunize de todo mal

Que nos livre de flagelos do corpo, mas sobretudo que acalme nossas dores e feridas da emoção

Começo adicionando um voo de águia a trazer liberdade

Lágrimas de mulher a garantir sensibilidade

Essência de rosa para acentuar a delicadeza

Um raio de sol e outro da lua para manter o respeito

Um trecho de uma oração silenciosa para assegurar a fé

O rugido de um leão para atrair a coragem

Uma estrela cadente para ativar os sonhos

Uma gota de orvalho para regar a esperança

Um abraço apertado para afastar os medos

Palavras doces para matar qualquer saudade

Uma lembrança de amor para elevar a autoestima

O brilho de um sorriso e a maciez de um beijo para cuidar do coração

Uma tempestade de boas ações para nunca deixar o amor morrer

Misture tudo, deixe aquecer e tome uma porção por dia

Junto ou pensando nas pessoas que ama e quer bem

A magia da vida se renova…

Aceita uma bruxice?

Afinal, uma bruxinha é uma fada que não aceitou ficar onde não era aceita…

Alda M S Santos

Ainda assim, é mágico

AINDA ASSIM, É MÁGICO

É mágico viver

Aspirando o verde brilhante da esperança que sempre brota

Ainda que esteja semeada no solo árido de outros corações

É mágico viver

Invadidos pelo bálsamo do amor que acalma o nosso interior

Ainda que precisemos enfrentar a acidez diária de uma alma ferida

É mágico viver

Mesmo escondidos atrás de barricadas do “tô nem aí”

Protegendo-nos de balas nada doces lançadas contra nós

É mágico viver

Colando cada pedacinho que se quebra, que matam em nós a cada decepção

Mesmo sabendo que colar não nos protegerá de novas trincas e cicatrizes

É mágico viver

Lendo os textos da vida, nossos, dos outros, tentando compreender seus contextos

Ainda que os pretextos ouvidos não se encaixem muito bem

É mágico viver

Fazendo de cada amanhecer um rio de novas oportunidades

Ainda que nosso sol se esqueça de brilhar e as sombras sejam assustadoras

É mágico viver

Buscando pintar no rosto e na alma uma história colorida, bonita e encantadora

Ainda que em nossa paleta falte cores primárias

E precisemos criar e ousar…

É mágico viver

Corajosamente, sabendo que a única certeza que temos é do morrer

E sendo, por isso mesmo, grandes palhaços do viver…

Ainda assim, é mágico viver!

Alda M S Santos

Poesia

POESIA

Dia Nacional da Poesia

Dia de todos nós…

Cada ser carrega em si a magia

O encanto, a beleza poética.

Em estado de dormência, de latência,

À espera dos “poetas” de plantão para despertá-la.

Uns a transformam em poemas.

Outros apenas vivem a poesia que encontram nos outros

Em forma de sorrisos, de carinhos, de abraços, de saudades,

De trabalho, de vida, de doces beijos e muito amor.

Desperte a poesia que há no outro,

Desperte a poesia que há em você!

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: