Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

leitura

Leituras

LEITURAS

A vida é assim sempre escrita, registrada
Está aí para ser compreendida,, interpretada
Ora em prosa, em versos, grandes declarações
Ou apenas num olhar, uma palavra, doces sensações

Poucos são os alfabetizados nas emoções
Não sabem ler, fazem confusões
Ou apenas usam seu exíguo  repertório
Um modo de ser desconfiado ou até simplório

Mas sempre há tempo para aprender
Fazer dessa obra “escrita” um prazer
Poetas e poesias podem ajudar, fazer acontecer

Lê-se versos, natureza, um alguém
Somos escrita e leitura, autor e leitor para o bem
Somos sentimentos, vontades, desejos também

Alda M S Santos

Leia-se!

LEIA-SE!
Dia Mundial do Livro
Leia, releia um livro, emocione-se
Tente, se nunca leu, pode se apaixonar
“Esqueça” um livro por aí,
Para que alguém o encontre
Presentei-se, faça-se bem, regue seu interior
Equilibre sua razão e emoção
Leia livros digitais, impressos, antigos ou novos
Alimente sua mente, sua alma
Viaje!
Encontre-se nos versos de um poema
Compreenda ali sua trajetória, ou parte dela
Ler um livro é o melhor modo de entender o mundo
É um jeito de aprender a ler o outro
A maneira mais eficaz de entender a si mesmo
Quem sabe um dia você escreva um livro, um verso
Sobre si, sobre o outro, sobre o mundo
Sobre essa grande interação que vivemos
Pois, fazer parte de uma história
Todos nós já fazemos
A mais linda história que alguém já escreveu
A história da nossa vida!
Leia-se!
Alda M S Santos

Leia-se!

LEIA-SE!

Hoje é o Dia Internacional do Livro

Leia, releia um livro, emocione-se

Tente, se nunca leu, pode se apaixonar

“Esqueça” um livro por aí,

Para que alguém o encontre

Presentei-se, faça-se bem, regue seu interior

Equilibre sua razão e emoção

Leia livros digitais, impressos, antigos ou novos

Alimente sua mente, sua alma

Viaje!

Encontre-se nos versos de um poema

Compreenda ali sua trajetória, ou parte dela

Ler um livro é o melhor modo de entender o mundo

É um jeito de aprender a ler o outro

A maneira mais eficaz de entender a si mesmo

Quem sabe um dia você escreva um livro, um verso

Sobre si, sobre o outro, sobre o mundo

Sobre essa grande interação que vivemos

Pois, fazer parte de uma história

Todos nós já fazemos

A mais linda história que alguém já escreveu

A história da nossa vida!

Leia-se!

Alda M S Santos

Livro

LIVRO

Livro que faz bem, que trago sempre comigo

Livro-me da ignorância, encontro abrigo

Livro-me das dores, do perecer

Livro-me da angústia do ser ou não ser

Livro que acalma, que é luz

Livro que esclarece dúvidas e nos conduz

Livro que é diversão, é passaporte, é transporte

Para um “País das Maravilhas”, mesmo sem sermos Alice

Que pode estar a poucas milhas de nós

Quase sempre dentro de nós…

Livro que é caminho da fé, da Ciência, da religião, de Deus, do conhecimento

Livro que perpetua o amor, que é acolhimento

Livro é tão bom que dentro dele pode caber tanto um mundo de dor

Quanto trazer em si registrada a maior História de Amor

Abram um livro, percam-se nele

Encontrem-se…

Alda M S Santos

Dia Mundial do Livro

Amazon.com.br

O POEMA QUE DEU NOME AO LIVRO

Respondendo a quem quis saber o porquê do título, esse é o poema que deu nome ao livro…

QUANDO NÃO ESTOU EM MIM

Procuro-me em todos os cantos

Tento me identificar, me localizar

Saber onde me encontro

Quando não estou em mim.

Se eu não estivesse mais aqui

Onde poderia ser mais facilmente encontrada?

O que remeteria as pessoas diretamente a mim?

O que olhariam e diriam: isso me faz lembrar dela!

Uma cachoeira, uma mata densa, pássaros, borboletas, flores?

O mar, um rio, a chuva, as estrelas, a Lua cheia?

Certamente, sinto-me em casa junto a tudo isso.

Um sorriso, um abraço, uma palavra, um poema? Identifico-me.

Meus filhos? Claro, partes mais lindas de mim.

Meus pais? Sim, sou parte deles.

Meu amor, meus amigos? Alguns deles, os que me amaram, me entenderam, sintonizaram comigo.

Em cada pessoa que passou por minha vida, que me agregou valores, me fez feliz, me fez sofrer?

Sim, foram também partes de mim.

Estou em muitos lugares, em cada pedaço de chão que pisei

No ar que respirei, mas, principalmente, no amor que doei.

Se quiserem me encontrar, procurem em tudo isso,

Também no sorriso de uma criança,

Na nostalgia de um idoso, no abraço de um casal apaixonado…

De preferência, num dia de chuva.

Eu estarei lá!

Quando não estou em mim estou naqueles que amo,

Onde quer que estejam.

E estar neles, é um modo de estar em mim.

Alda M S Santos

Simplesmente, viaja…

SIMPLESMENTE, VIAJA…

Da janela, na janela, para o mundo

Simplesmente, viaja…

Ora em grandes navios no vasto oceano ou em barquinhos de pescadores

Ora em aviões bimotores, supersônicos ou teco-tecos

Simplesmente, viaja…

Ora em foguetes para o espaço sideral ou fugindo no calor do deserto

Ora caminha em florestas densas e fechadas ou deitada na relva sob o luar

Simplesmente, viaja…

Nas páginas de um livro, romance, poemas

Sozinha ou acompanhada, lutando ou desanimada, feliz ou nem tanto

Nas asas da imaginação, da memória

Nos capítulos felizes ou infelizes do passado

Ou nos capítulos sonhados para o futuro

Simplesmente, viaja…

Num mundo criado pelos outros, para os outros, ela se inclui

Sente-se parte, faz parte, mergulha

Vive, revive, imagina-se…

E cria, assim, sua própria viagem…

Simplesmente, vive…

Alda M S Santos

Leitura: Braille

LEITURA: BRAILLE

Há uma leitura que exige decodificação especial

Que não basta decodificar o alfabeto

Ler frases e compreender textos e contextos

É uma leitura que exige ler com o toque, como o Braille

É uma leitura que exige a percepção do brilho ou sombra do olhar

É uma leitura que exige ler sentimentos

É uma leitura que se faz no silêncio

É uma leitura que conecta dois olhares,

É uma leitura de almas!

Alguns são tão mestrados nessa área

Que leem de longe ou de perto

Não se enganam, não interpretam mal

Sentem!

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: