Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

inverno

Inverno, Sol preguiçoso

INVERNO, SOL PREGUIÇOSO

O dia demora para chegar, preguiçoso
Será que o Sol estava num abraço gostoso
Dormiu tranquilo, calmo, de conchinha
E esqueceu de abrir o dia de manhãzinha?

O jardim aguarda seu brilho, seu calor
Precisa de sua luz para ter mais cor
As flores são puro orvalho, estão molhadas
Lembrando da noite longa de brisa gelada

E a gente levanta meio ressabiado
Buscando um cantinho para ser esquentado
Queremos pelo rei ser abraçados

Logo a vida tem início, a lida começa
Um calorzinho chega sem pressa
Acolhemos com carinho, antes que se despeça

Alda  M S Santos

Invernando

INVERNANDO

Meus invernos são recheados de mim
Mergulho bem fundo, invernando
Vou cuidando do broto, hibernando
Para mais tarde renascer, encantando

Meus invernos são recheados de Você
Que não desiste de mim, faz acontecer
Cuida das dores, das feridas, dá guarida
E sempre me mostra o sentido da vida

Meus invernos são recheados de versos
Instigam, animam, mostram meus inversos
Reflexão, introspecção, sabedoria e ação
Em cada recolhimento mais emoção, evolução

Meus invernos são assim, aquecidos
Por mim, por Você, pelo que me tem oferecido
Sou só gratidão por cada alegria, cada coração
Que me torna mais próxima de cada irmão

Alda M S Santos

Nesse friozinho

NESSE FRIOZINHO

Nesse friozinho gosto de me enroscar
Como gata me aconchegar, ronronar
Só levantar se for para pegar uma taça de vinho
E voltar em busca de mais atenção e carinho

Nesse friozinho gosto de ver a janela embaçada
O Sol brilhando, invadindo espaços, alma lavada
Uma lufada de vida e luz, uma bela cantada
Dizendo para a vida lá fora não ser abreviada

Nesse friozinho gosto de café, chá e banho quentes
Aquele amor que alegra e aquece a vida da gente
Uma fogueira acesa à noitinha no quintal
Outra acesa no coração, num vendaval por o amor num pedestal

Nesse friozinho gosto de hibernar
Cuidar do terreno emocional, bem adubar
Lá dentro de mim reabastecer a energia
Luz, calor, água e afeto fazendo florescer a alegria

Alda M S Santos

Especial de inverno

ESPECIAL DE INVERNO

O friozinho que chega arrepia a pele
A mente busca introspecção
O vento gelado pede recolhimento
Coração busca outro coração

Desejo de estar junto, grudadinho
Debaixo do cobertor, bem quentinho
Tomando um chocolate ao amanhecer
E um vinho tinto ao anoitecer

Abraços são pedidos especiais
De fora para dentro aquecem
Atingem recantos individuais
De almas gêmeas que se reconhecem

Inverno é tempo de hibernar
Cuidar do broto, deixar germinar
Para nova primavera que irá chegar
Poder perfumar, colorir, amar, encantar

Alda M S Santos

Invernos íntimos

INVERNOS ÍNTIMOS

Gosto de chuva, de dias nublados, de inverno

Neles dá para notar melhor quem tem luz própria

Dá para melhor sentir o calor dos humanos

Não dá para se esconder atrás da luz ou calor do Sol

Não dá para fingir que tudo está bem

Não dá para deles tomar energia por empréstimo

Não que seja errado se energizar no Sol

Na claridade de um dia de verão

Pelo contrário, a natureza está aí para isso

Mas ela apenas complementa nossa essência

O que somos verdadeiramente não se perde num dia chuvoso

Não se esfria num dia de inverno

Não fica cinzento porque amanheceu nublado

Nosso sol e calor internos precisam brilhar e aquecer

Ainda, ou principalmente, quando lá fora estiver frio e chuvoso

É assim que superamos nossos invernos íntimos

Assim que clareamos nossas emoções nubladas

Assim que aquecemos nossa alma quando o coração esfria de dor ou saudade

Assim que lavamos nosso interior, mesmo com lágrimas

Assim que sobrevivemos ao tempo de hibernação…

Alda M S Santos

Primaveras de dentro

PRIMAVERAS DE DENTRO

Quem vê a beleza de uma rosa,

Sua frescura, sua cor e perfume

Intensa delicadeza e suavidade

Não imagina quantos obstáculos rompeu

Quantas dores sofreu, sede passou,

Insetos e pragas enfrentou,

Ou quanta persistência foi necessária

Para chegar a mostrar tamanho esplendor.

De tantas lutas ficaram os espinhos,

Lembrança de que nada se alcança,

Por mais delicada e bela, sem lutas.

Foi inverno, é primavera!

Mas nada dura para sempre!

Nem os invernos, nem as rosas, nem as primaveras,

Fora ou dentro da gente.

Alda M S Santos

Estações

ESTAÇÕES 

Nascemos Primavera, flores, beleza, encanto, projetos, sonhos, árvores a plantar,

Crescemos Verão, sol, calor, energia, diversão, frutos a colher, realizações,

Amadurecemos Outono, perdas, danos, reconstrução, seletividade, recomeços,

Envelhecemos Inverno, sabedoria, tranquilidade, paz, serenidade, resignação, calmaria…

Não há como escapar das estações de nossas vidas.

 É preciso aproveitar! 

Nada impede que possamos curtir os veranicos em pleno outono ou inverno. 

Nossa estação “interna” apenas nossa alma pode determinar…

Alda M S Santos

Outono

OUTONO
As folhas caem, o ar se veste de tons amarronzados,
A brisa suaviza, esfria, galhos ficam seminus,
O clima resseca, a natureza se protege para a temporada gelada.
Sábia, antevê tempos difíceis, reserva energia.
Para muitos, a beleza e alegria se perdem no outono,
Para outros, elas apenas ficam camufladas, protegidas, resguardadas.
Um outono verdadeiro é muito mais lindo que uma primavera forçada.
Quantas vezes precisamos ser outono, nos resguardar, fortalecer,
E insistimos em ser primavera, desperdiçando energia valiosa?
Quando encaramos de frente os outonos de nossas vidas,
O inverno torna-se menos pesado e retornamos com esplendor redobrado,
Deixando a primavera desabrochar no tempo certo,
Com novo brilho, novas cores, novas flores, novos amores,
Nova vida!!!
Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: