Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

escritor

Escrever é…

ESCREVER É…
Aqueles que se dispõem a traduzir em palavras
Em versos ou prosa o que se passa dentro de si
Que tentam organizar ou dar sentido ao caos
Escritores, poetas, profissionais ou amadores
Quase sempre são acusados de excêntricos, introvertidos, superiores
Ou frágeis, confusos, donos da verdade, narcisistas
Encontraram, ou ao menos buscam, na verdade, um modo de abrandar, silenciar
Todos os barulhos que ecoam e carregam dentro de si
Caminhos que trafegam sozinhos na escuridão ou luz interior
Levando alguns leitores e seguidores afins a fazer o mesmo
Escrever não é um ato superior ou inferior a qualquer outro
Mas é, sem sombra de dúvida, um misto de prazer, alívio, dor, necessidade vital e coragem
Escrever é abrir porteiras e deixar a luz entrar, ou a escuridão sair, tanto faz
Escreve-se não para mudar o mundo, os outros, ainda que possa fazê-lo
Mas uma pequena tentativa, às vezes vã, de mudar a si mesmo…
Alda M S Santos

Escrever é…

ESCREVER É…

Aqueles que se dispõem a traduzir em palavras

Em versos ou prosa o que se passa dentro de si

Que tentam organizar ou dar sentido ao caos

Escritores, poetas, profissionais ou amadores

Quase sempre são acusados de excêntricos, introvertidos, superiores

Ou frágeis, confusos, donos da verdade, narcisistas

Encontraram, ou ao menos buscam, na verdade, um modo de abrandar, silenciar

Todos os barulhos que ecoam e carregam dentro de si

Caminhos que trafegam sozinhos na escuridão ou luz interior

Levando alguns leitores e seguidores afins a fazer o mesmo

Escrever não é um ato superior ou inferior a qualquer outro

Mas é, sem sombra de dúvida, um misto de prazer, alívio, dor, necessidade vital e coragem

Escrever é abrir porteiras e deixar a luz entrar, ou a escuridão sair, tanto faz

Escreve-se não para mudar o mundo, os outros, ainda que possa fazê-lo

Mas uma pequena tentativa, às vezes vã, de mudar a si mesmo…

Alda M S Santos

Poetas do amor

POETAS DO AMOR

Falar de amor é quase sempre controverso

Posto que muitos não amam ou amam de modos diversos.

Mas escrever sobre o amor pode ser polêmico

Visto que uma parte considerável nunca entende os versos, ou o amor que se mostra,

Acham brega, piegas ou algo qualquer similar.

E há ainda os que colocam em questão o poeta:

É algum frustrado que não ama- afirmam!

Ou talvez seja alguém que ama escondido -acusam!

Pois ninguém normal fala assim de amor-concluem!

E de questão em questão

Os poetas do amor vão observando e escrevendo

Sentindo, amando e compondo,

À revelia dos que sequer entendem o amor,

Pois para entendê-lo, ou fazer dessa linda poesia um poema,

É preciso mergulhar, se molhar por inteiro, vivê-lo, ou ao menos tê-lo vivido,

Intensamente!

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: