Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

Equilíbrio

No azul

NO AZUL

Entre positivo e negativo

Entre ônus e bônus oscilando

Entre créditos e débitos balançando

Negociando com cuidado meus ativos

Sigo mantendo a vida no azul…

Ainda que quando se trate de emoção

Não dê para ser tão razão

É impossível ser sempre exato

Quando a sensibilidade é que é o fato

Sigo mantendo a vida no azul…

A medida é o peso ou leveza

Aquela capacidade do peso de um sorriso soltar

Da leveza de uma lágrima segurar

E manter com toda sutileza

O que a vida tem de beleza

Sigo mantendo a vida no azul …

Alda M S Santos

Mais no meu blog vidaintensavida.com

Maturidade emocional

MATURIDADE EMOCIONAL

Ela chega no exato momento

Em que passamos a aceitar

Que tudo que nos coube até aqui

Foi fruto de nosso plantar

Já não nos rebelamos tanto

Tampouco ficamos imóveis

Diante do que antes gerava pranto

Hoje respiramos fundo e seguimos a marcha

Sabemos que culpar o outro, a vida, a Deus

Não nos torna menos responsáveis

Pelo caminho que escolhemos trilhar

E pelas conquistas ou derrotas que nos tornaram instáveis

Reconhecer que as batalhas que escolhemos travar

Até mesmo aquelas das quais preferimos declinar

São peças fundamentais desse grande quebra-cabeça

Que faz nossa alma a tudo sustentar

Isso é maturidade emocional!

Alda M S Santos

Equilíbrio

EQUILÍBRIO

É preciso força e equilíbrio

Para poder na vida se firmar

Não deixar a peteca cair

E ter aonde se apoiar

É preciso força e equilíbrio

Para confiar nos próprios passos

Não deixar ninguém para trás

E criar eternos laços

É preciso força e equilíbrio

Para manter pés assentados no chão

Ainda assim alto e longe voar

Pelas trilhas coloridas da imaginação

É preciso força e equilíbrio

Na mente, na alma, no coração

Para nunca deixar-se abater

Quando ferir fundo a emoção…

É preciso força e equilíbrio!

Alda M S Santos

No limite

NO LIMITE
A vida no limite é intensa
Por vezes animadora, noutras cansativa
Será que vai sendo gasta, se esvaindo
Ou sendo reenergizada, reabastecida?
Se ela se esvai, se desgasta
Gostaria de não viver tanto no limite
Ter mais espaço, mais folga, mais liberdade de movimento
Dentro do meu “pequeno” interior
Não estar tão próxima da linha tênue
Que separa o bem do mal estar
Os sonhos doces dos pesadelos amargos
A realidade fria do calor do realmente desejado
Que separa a alegria da tristeza
Os medos da coragem, a confiança da desconfiança
O sorriso das lágrimas, a fé da descrença
Que separa a sanidade da loucura
O amor do desamor, a vida da morte!
Mas se a intensidade reenergiza, autoabastece
Que eu aprenda a andar na corda bamba
A me divertir nos altos e baixos, a dançar nos desequilíbrios
Ou que eu encontre mais espaços dentro de mim
Ou os ocupe de modo mais organizado
Sempre com mais e mais equilíbrio, alegria e fé
E que consiga carregar comigo quem quiser ou merecer…
Alda M S Santos
Ilha Grande- Angra dos Reis

Equilíbrio

EQUILÍBRIO

Mais que leveza ou força,

Equilíbrio exige entrega total

Mais que energia ou disposição,

Equilíbrio exige confiança em si, no outro

Nas bases em que se apoia

Mais que vencer o medo e obter coragem

Equilíbrio exige uma dose de diversão…

Ainda que transmita a ideia de facilidade

Equilíbrio exige consciência de si, do outro

Da natureza que se impõe no entorno

De cada parte do corpo envolvida no processo

De sintonia, de respirações em uníssono

A vida é uma tentativa constante,

Até mesmo imperceptível, de evitar a queda

Nossa, de quem caminha, flutua conosco

E nos mantermos em equilíbrio…

Alda M S Santos

Cheios de faltas

CHEIOS DE FALTAS

Tantas vezes parecemos cheios, repletos, transbordantes.
Mas podemos estar cheios de faltas, de vazios.

Sorrisos, aparentemente abertos, dentes à mostra. 

Podemos estar apenas tentando manter o equilíbrio, sem importar como.  

Ausências ocupam tanto espaço que enganam, como o ar em um balão,

E impedem algo mais produtivo de chegar.

Desocupar espaços ociosos ou pseudo-ocupados,

Tarefa tão árdua quanto necessária!

Alda M S Santos

Felicidade

FELICIDADE

A verdadeira paz e felicidade consistem

 Na aceitação e equilíbrio entre 

O que se quer, o que se precisa

O que se pode e o que se tem.

Alda M S Santos

Ponto de Equilíbrio

PONTO DE EQUILÍBRIO 

Quando tudo parecer desabar, pode procurar!

Um, ou vários, dos pontos de equilíbrio, nosso centro de apoio 

Estará empenado, ruindo ou já despencou.

É preciso observar e nos perguntar:

Em quais pontos se apoiam nossa segurança?

Nossa alegria, nosso sorriso, confiança, fé, prazer de viver?

O que ou quem perdemos?

Em quem ou em que não podemos mais confiar?

Precisamos identificar e reconstruir as bases desse tripé:

Amigos? Amores? Família?

Trabalho, saúde, fé?

Cada qual tem o seu. 

Ainda que precisemos nos apoiar em dois pés desse tripé por um tempo.

Sobrecarregá-los temporariamente nos ajudará a reconstruir o outro.

É preciso recuperar a alegria de viver, a autenticidade, a autoestima,

Sem elas, o restante corre sério risco de desabar tudo de uma só vez! 

Alda M S Santos

Pés no chão e coração nas alturas

PÉS NO CHÃO E CORAÇÃO NAS ALTURAS

A vida está aí!

Muitas são as oportunidades, os desafios, as chances, os perigos, os riscos…

Sabendo mesclar equilíbrio, pés no chão e uma boa dose de loucura, somos capazes de alcançar alturas inimagináveis!

Bom dia! 

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: