Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

dia dos pais

Meu pai

MEU PAI

Meu pai é simples, não tem muita  instrução
Muito religioso, um bom coração
Gosta de mato, roça e rezar o terço
Cuida da saúde,  não tem vícios
Sabe que quem abusa paga o preço
É uma pessoa muito simpática, foi namorador
E isso nem sempre foi bom, causou dor
Mas é meu pai, a ele meu abraço, meu amor…

Alda M S Santos

Pais e filhos

PAIS E FILHOS
Pais e filhos, filhos e pais…
Não sabemos o que o amanhã nos reserva
Quem vai para o outro lado da vida primeiro
O que podemos encontrar do lado de lá
Quanto tempo ainda nos resta do lado de cá
Uma hora a vida irá nos separar
O que é possível ser feito, que façamos agora
Quando ainda estamos por aqui
Para que não tenhamos que lidar com o arrependimento
Além da dor da falta e da saudade
Não importa o que cada um fez ou deixou de fazer por nós
Se acreditamos que cumpriram bem ou não seu papel
Vale o que nós fazemos por eles
Pela nossa capacidade de amar, de nos doar
De sermos gratos a quem nos deu a vida
De dar a eles um pouquinho de alegria e conforto
Cuidemos de nossos pais, eles não estarão aqui para sempre!
Te amo, papai! Que todos os dias sejam seus!
Alda M S Santos

Ser Pai

Ser Pai
Abençoados e privilegiados são aqueles que Deus escolheu para tão importante missão. Não têm o prazer de carregar o filho no ventre, sentir seu corpo se transformar para abrir espaço pra ele, senti-lo se mexer, trazê-lo ao mundo, amamentá-lo. Porém, carregam-nos no coração, transformam sua vida para encaixá-los, cedem espaço no quarto, na cama, na casa, no tempo, no coração da esposa para eles. Acompanham-nos a vida toda: riem, passeiam, alimentam, socorrem, choram juntos, aconselham, tornam-se amigos.
Deus não os dá apenas filhos, Deus os dá almas complementares. Pais e filhos se completam e se amam. Felizes daqueles que têm o pai por perto, o filho por perto. Deus abençoe, proteja e dê vida longa e feliz ao meu pai, ao pai de meus filhos, meus amigos pai, aos pais de meus amigos. Amém!
Alda M S Santos

Pais e filhos

PAIS E FILHOS

Pais e filhos, filhos e pais…

Não sabemos o que o amanhã nos reserva

Quem vai para o outro lado da vida primeiro

O que podemos encontrar do lado de lá

Quanto tempo ainda nos resta do lado de cá

Uma hora a vida irá nos separar

O que é possível ser feito, que façamos agora

Quando ainda estamos por aqui

Para que não tenhamos que lidar com o arrependimento

Além da dor da falta e da saudade

Não importa o que cada um fez ou deixou de fazer por nós

Se acreditamos que cumpriram bem ou não seu papel

Vale o que nós fazemos por eles

Pela nossa capacidade de amar, de nos doar

De sermos gratos a quem nos deu a vida

De dar a eles um pouquinho de alegria e conforto

Cuidemos de nossos pais, eles não estarão aqui para sempre!

Te amo, papai! Que todos os dias sejam seus!

Alda M S Santos

Pais Heróis

PAIS HERÓIS

Sempre ouvimos de nossos pais: quando tiverem seus filhos irão entender o que é ser pai e mãe.

E é verdade! Desde que fui mãe entendo melhor meus pais.

Quando crianças eles são nossos super-heróis, vencem os inimigos e nos defendem de tudo e todos, nos protegem.

Quando adolescentes ou jovens essa capa de herói cai e os criticamos. Até odiamos, às vezes! 

Nos sentimos frustrados por eles nos terem enganado!

Não vencem tudo, percebemos! Não podem nos defender de tudo! São frágeis e errados em muita coisa! Contraditórios, falíveis! 

Não podem mais tirar os monstros de debaixo da cama! 

Tudo fica mais difícil!

Quando somos pais, o dia-a-dia vai nos mostrando e reconstruindo a capa dos pais-heróis novamente. 

Não têm super poderes, visão de longo alcance, peito de aço, velocidade flash, super carros, aviões ou qualquer coisa do tipo.

Têm uma visão que antecipa nossos sofrimentos ou sucessos, um peito paradoxal, forte e frágil, que aguenta nossas alegrias e lágrimas, a velocidade da luz e da oração para nos amparar.

Usam as próprias pernas, o próprio corpo apenas e um único super poder: o amor incondicional.

Esses super-heróis nos dão “quase nada”, podemos pensar, mas nos dão tudo que têm. 

E como qualquer super-herói, nos dariam a vida se preciso fosse.

Sempre serão nossos super-heróis, para sempre, com 30 ou 90 anos!

E, se olharmos bem, os olhos deles têm o alcance que precisam: nossa alma! 

A todos eles, os pais, os “pães”, meu abraço e agradecimento.

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: