Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

bagagens

Bagagens

BAGAGENS

Nessa viagem sempre carregaremos bagagens
Não dá para seguir sem nada levar
Mas podemos fazer melhor a listagem
Do que vale a pena por aqui carregar

Há bagagens leves e outras pesadas
Há embalagens que enganam, são ciladas
Umas ocupam grandes espaços, são sufocantes
Outras são flexíveis, adaptáveis, reconfortantes

As que fazem sofrer, são pontiagudas
Tento esquecer lá atrás, são carrancudas
Bagagens dolorosas atrasam o caminhar
E afastam da gente o prazer de viajar

Gosto das bagagens que aquecem a alma
Que me aliviam a dor, trazem calma
Essas eu carrego com prazer e satisfação
Expressos no corpo, na mente, no coração

Alda M S Santos

Checkin

CHECKIN

Hora de voltar, fazer o checkin de vida, prosseguir

Conferir dados, documentos, bagagens a despachar

Facilitar acesso a itens importantes na bagagem de mão

Aqueles dos quais podemos precisar a qualquer momento.

Que colocaríamos em nossa bagagem de vida,

Se tudo que pudéssemos ter acesso se limitasse a uma mala de 23 kg,

E nada mais pudesse ser levado?

Deixaríamos muito para trás?

Que temos carregado de supérfluo a pesar em nossas costas?

Que temos carregado que não é nosso de verdade?

O quanto de importante temos deixado pelo caminho?

Temos feito bem nosso checkin de vida?

Alda M S Santos

Bagagem de mão

BAGAGEM DE MÃO

Na viagem para dentro de nós mesmos

A saudade vai na bagagem de mão

Livre e fácil acesso

Junto ao chocolate e um batom

Enquanto estes alimentam e embelezam o corpo

Aquela “satisfaz” e encanta a alma! 

Alda M S Santos

Bolsa de Mulher

BOLSA DE MULHER

Dizem que bolsa de mulher é só bagunça, nada se encontra ali

Território desconhecido, perigoso, melhor nem mexer!

Verifiquei a minha, há pouca coisa! 

Um pente, pouco usado, um batom rosa, um rímel e um perfume,

Um desodorante, um hidratante e um protetor solar. 

Uma lixa, cortador, acetona e uma base de unhas. 

Escova, fio e creme dental.

Um pequeno kit-costura: agulha, linhas e alfinetes.

Kit-escritório: canetas, lápis, tesoura, durex e apontador.

Primeiros socorros: termômetro, analgésico, band aid, antiácido, antialérgico e absorvente.

Chaves, celulares, carregadores, fones, pinça.

Balas, amendoins, chicletes…

Documentos, vários, cartões de crédito e dinheiro.

Um terço, uma Nossa Senhora, uma mini lanterna, lenços.

Um espelho, um brinco, uma foto querida.

Alguns cartões de amigos…

Acho que acabou…

Bolsa e coração de mulher são iguais

Bagunçados, mas tudo se encontra ali

Pode-se encontrar também um olhar, um sorriso, uma palavra, um colo, um abraço, um carinho..

Para salvar um/a amiga/o, um amor,

Desde dor de cabeça até alma triste.

Alda M S Santos

Está pesado? 

ESTÁ PESADO?

Engraçado observar o quanto as pessoas pesam

Não é preciso balança alguma, apenas um olhar atento.

Um senhor que parece puxar um caminhão invisível amarrado aos pés,

Uma mulher que aparenta ter alguém sentado sobre seus ombros,

Rapazes que carregam tristeza e ansiedade no rosto,

Meninas que trazem no caminhar o peso da beleza, ou “ausência” dela.

Crianças irritadiças em meio a inúmeras “obrigações”…

Como estamos todos pesados!

Pesam o desejo de crescer, de ser sucesso, de ter muitas coisas,

No menor período de tempo possível.

Pesam em nós as malas de ontem, problemas do passado,

Arriam nossos ombros acontecimentos do porvir,

Carregamos em nós o peso de sentimentos diversos,

Trazemos na bagagem o desejo secreto de agradar aos outros,

Sem, contudo, desagradar a nós mesmos,

E isso pesa mais ainda…

Pesos, pesos e pesos…

Precisamos esvaziar as malas, levar apenas o que for leve.

Passado deve ficar lá atrás, futuro lá na frente,

Presente bem aqui, levinho como uma borboleta…

Se está pesando ou desagradando, é hora de esvaziar as malas.

Deixar apenas o que dá prazer e alegria, ultraleves!

Sentimentos e pessoas boas não pesam…

Tocam em nós como o doce beijo de um beija-flor,

Sentimos apenas a leve brisa, frescor e perfume,

E a paz que deixa em seu lugar quando se vai…

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: