Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

ar

Quando falta o ar…

QUANDO FALTA O AR…

Entre tantas as coisas a nos faltar
Se for matéria já nem tem em nós lugar
Se for um sentimento bom para apaziguar
Buscamos sedentos para nos emocionar

Há tanta coisa que pode nos faltar
Acostumados já estamos a lidar
Até por alguns momentos ficamos sem ar
Quando a emoção vem nos subjugar

Mas só assim ele é bom se faltar
Pois representa expectativa de alegria
E não quando a vida foge, agonia

Na maior fonte de oxigênio do mundo
Falta o ar, falta vida, cuidado, proteção
Que Deus nos abençoe, nos estenda a mão

Alda M S Santos

O sol brilha para todos

O SOL BRILHA PARA TODOS

No céu, no mar, na terra

Há espaço para todos

Aviões bimotores, helicópteros, teco-tecos, supersônicos

A enfrentar os ventos no céu

Barquinhos a vela, lanchas, escunas, navios e grandes veleiros

A navegar em águas calmas ou bravias

Bicicletas, motocicletas, carros, caminhões e ônibus

A trafegar no solo firme debaixo de nossos pés

O espaço, democrático, abriga a todos

Nossos corações também deveriam ser assim

Forte como o céu, a água ou a terra

Não excluir nada ou ninguém a priori

Elástico, deveria caber a todos que quisessem entrar e fazer dele sua morada

Como o sol que sempre brilha para todos

No céu, no mar, na terra…

Alda M S Santos

 

(Ar)tesão

(AR)TESÃO

Artesão, ar, arte, tesão!

Ar, oxigênio, necessidade vital

Faltou, morte certa.

Tesão, sem ele não há vontade,

Sem ele não há prazer, 

Sem ele não há objetivos.

Ar-tesão, sem ele nada se constrói,

Sem ele não há arte,

Sem ele há vazios, brechas

Tesão é ar de nossos dias, 

Amor que se quer, que se busca, que se faz!

Quanto mais profundo melhor,

Quanto mais puro, mais luz, 

Quanto mais natural, mais completo!

Artesão, ar e tesão, a arte, a base de nossas estruturas, 

Vontade que gera ação,

Ar, tesão de nosso interior…

Alda M S Santos

Oxigênio

OXIGÊNIO

Ficar nos espremendo num pequeno espaço,
Levantando a cabeça, fugindo do afogamento,

Buscando pequenas bolhas de ar para respirar

Não é viver, é evitar a morte.

Queremos, precisamos de oxigênio à vontade

Merecemos ar puro,

Respirar fundo e livremente,

Viver!

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: