Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Categoria

Músicas

A música

A MÚSICA
A música tem poderes especiais na vida da gente
Podem ser calmantes, relaxantes
Às vezes são enérgicas, instigantes
Podem nos fazer sorrir, animar
Ou trazer a saudade, fazer chorar…
Num quarto fechado com fones de ouvido
No carro, bem alto, dirigindo
No trabalho, o labor produzindo
Com o outro, animando, aquecendo, o amor fluindo
Há quem prefira uma forte batida, dançante
Numa festa, em turma, ritmo alucinante
Há quem goste de um toque suave, calmante
As românticas e doces para dançar a dois
Aquelas que parecem traduzir nossos corações
Há quem goste de cantar bem alto
Deixar fluir a emoção, extravasar…
Nossa vida produz e carrega em si uma trilha sonora
Pura poesia que nos faz viver o agora
Ou relembrar dos doces tempos de outrora
Qual o ritmo que sua vida toca?
Qual sua trilha sonora?
Alda M S Santos

Ai que saudade…rebobina!

AI QUE SAUDADE…REBOBINA!

Ontem: “Não chore mais não sofra assim”

“Porque posso te dar amor sem fim”

Hoje: “Minha eguinha pocotó”

Antes “Dona, desses traiçoeiros, sonhos sempre verdadeiros”

Agora: “São as cachorras, uhu hu hu hu”

Ontem: “Mesmo quando quis morrer de ciúme de você

Você me fez falta”

Hoje: “Pras cretinas do baile cheias de tesão

Popozão vai descendo até o chão”

Ontem: “Rimas de ventos e velas, vida que vem e que vai“

Hoje: “Cheguei chegando bagunçando a zorra toda”

Ontem: “Essa é a última canção que eu faço pra você”

Hoje: “Vai, malandra, an an

Ê, tá louca, tu brincando com o bumbum”

Ontem: “Se um um beija-flor invadir

A porta da sua casa

Te der um beijo e partir

Fui eu que mandei o beijo”

Não dá! Quero voltar! Rebobina!

Me mandem de volta para a década de 70!

“Ai que saudade de ocê”!

Falta amor? Falta amar?

Falta criatividade, se respeitar?

Em qual momento deixamos o romantismo

O respeito, o encanto e beleza da canção noutro lugar

E permitimos essa porcalhada toda nos enterrar?

“A solidão que fica e entra

me arremessando contra o cais…”

A música, o amor, o romantismo pedem socorro!

Alda M S Santos

A música que a vida toca

A MÚSICA QUE A VIDA TOCA

A vida é um grande musical

Toca músicas animadas, dançantes

Também toca músicas tristes, frustrantes

Tantas vezes aprendemos o ritmo, dançamos com prazer

Mas a música que a vida toca nem sempre irá nos satisfazer

Muitas vezes teremos vontade de chorar

Outras, até desejo de partir, não mais bailar

Mas precisaremos aprender a dançar

Porque a vitrola da vida não para de tocar

Podemos dançar sozinhos

Mas melhor mesmo é quando dançamos com um par…

Com o outro aprende-se nova coreografia

A dançar a dois com harmonia

Rimos dos erros e tropeços

Até novas canções passamos a tocar

Uma dança aos pares ou em grupos

Tem muito mais magia…

Posso até ter minha canção favorita

Mas ela só fará mais sentido

E se tornará ainda mais prazerosa e bonita

Se tiver alguém que aceite dançá-la comigo…

Alda M S Santos

O poder de uma canção

O PODER DE UMA CANÇÃO

As canções são poderosas quando

Se trata de tocar nossas emoções

Letra, música, a melodia como um todo

Têm poderes calmantes, revigorantes, curativos,

Ou estressantes, rebeldes, massificantes

Algumas são capazes de envolver, de aliciar

Despertam nostalgia, saudade, solidariedade, amor

Canções marcam épocas, situações, movimentos de luta

Rebeldia, conquistas, identificam uma geração inteira

Fazem a trilha sonora de nossas vidas, nos levam a dançar

Marcam o amor e a dor, a alegria e a tristeza

Pelas canções que se ouve, pelo estilo musical

Podemos saber muito do modo de ser de uma pessoa

Ou de como ela se encontra naquele momento

A música é capaz de nos identificar e nos apresentar a nós mesmos

A música é capaz de nos revelar aos olhos dos outros

Alda M S Santos

Dor da ausência

DOR DA AUSÊNCIA

Ela queria um novo CD do meu aniversário

Gosta muito de cantar, tocar, voz linda, muito afinada

É deficiente visual, percepção auditiva muito apurada

“Sabe, tia Alda, cantar manda a tristeza embora, alegra a alma”!

Isso mesmo, tem toda razão!- digo admirada.

“Quando a gente tem a dor da ausência, da saudade, cantar cura!”

E a gente ainda pensa que criança não sabe o que diz!

Nem precisa ser afinadinho, não, basta cantar!

Se quiser chorar, chore! Não tem problema, lava tudo!

Muita umidade a gente corrige com humildade

Mudando de posição, girando, pedindo ajuda…

Alda M S Santos

Há músicas!

HÁ MÚSICAS!

Há músicas para dançar sozinho ou agarradinho

Músicas para relaxar, para adormecer

Há músicas para protestar, para louvar

Músicas para chorar, para sofrer

Há músicas para cantar alto no banheiro, outras para sussurrar no ouvido

Músicas para sentir saudade, para matar saudade

Há músicas para amar, para se sentir amado

Música para ouvir alto no carro, ou baixinho nos fones de ouvido

Há música que nos faz lembrar de alguém, nos tornar lembrados a alguém

Há músicas que só se ouve dentro de nós, lá no fundo…

Músicas fazem nossa trilha sonora.

Amo poesias em forma de músicas!

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: