JÁ QUIS

Já quis falar, já quis calar, já quis fugir
Já quis chorar até derreter, já quis sorrir, sem conseguir
Já quis desistir, já quis sumir
Já quis amar, desabafar, a alma lavar
Já quis brigar, quis cobrar, quis insistir
E nesse vai e vem de quereres
Nessa luta de angústia, prazeres e deveres
Na roda viva de emoções e obrigações
A vida prevalece cheia de razões
Enfrentando calmarias, turbulências e furacões…

Alda M S Santos