SEM REFERENCIAL

Cenário de catástrofe: terremoto, tsunamis, vendavais

Entulhos e mais entulhos, escombros

Nada mais de pé, sequer uma árvore, uma edificação

Nada que possa ser reconhecido, identificado

O banco da praça, a igreja

Uma torre de energia, um restaurante

A padaria da esquina, a casa de um amigo

Não há ruas, esquinas ou quarteirões

Apenas um todo de destruição

Perdidos, sem referencial…

Tantas vezes as ruínas estão em nós

Como encontrar alguém ali?

Como se encontrar ali?

Buscar em si aquele ponto de luz

Algo que permaneça inalterado

Que seja firme como rocha

Que nada nem ninguém consiga mudar

E ali se alojar aguardando as forças brotarem

Indicando um caminho para continuar

Um novo referencial

Para recomeçar…

Alda M S Santos