Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Categoria

Comemorações

Belo Horizonte

BELO HORIZONTE

São 122 anos nesse Belo Horizonte

Por aqui a gente tem muito trem bom

Nosso clima é agradável nas serras e nos montes

Temos gente simples, boa e hospitaleira

Um povo trabalhador, acolhedor, gente guerreira

Moços bonitos, garotas namoradeiras

Que se esbaldam nos rios e cachoeiras

Que gostam de queijo e goiabada

Que se divertem nos bares, alta madrugada

Que namoram nos parques e praças

Gente boa que a todos acalenta, acolhe, abraça

Povo que se exercita nas corridas da Lagoa da Pampulha

Que na Igrejinha de Francisco de Assis renova a fé, a bondade

E não se cansa de admirar a Praça da Liberdade

Mas nosso patrimônio mesmo é outro

Além das serras e montes, parques e jardins

Bares, museus, igrejas e afins

É nosso povo rico em amor e simplicidade

Nosso maior patrimônio, maior riqueza, motivo de felicidade

Logo entende nosso uai quem conhece um belorizontino

Viva esse povo e essa cidade de humor matutino ou vespertino

Que faz jus ao lindo e convidativo nome:

BELO HORIZONTE!

Alda M S Santos

Mineirinha

MINEIRINHA

Toda Cidade Mineira é assim

Tem igreja de pedra, tem estrada real

Tem seresta no pé da serra, um pomar no quintal

Tem festa no histórico coreto da praça

Tem moço bonito e moça cheia de graça

Toda Cidade Mineira é assim

Tem cavalgada, tem gente animada

Tem comida boa, tem vaca atolada

Tem peão, tem leilão, tem quentão

Tem trabalhador ganhando o seu pão

Toda Cidade Mineira é assim

Tem colheita farta, tem trabalho, tem festival

De jabuticaba, de queijo, de beijo no milharal

Tem fé de tardezinha na linda missa campal

Toda Cidade Mineira é assim

Tem amigos numa boa prosa com café e confiança

Ao som da viola tem gente de vida mansa

Que quer simplicidade e do amor não se cansa

Então, toda Cidade Mineira é assim…

Alda M S Santos

Mais no meu blog vidaintensavida.com

33º FESTIVAL DA JABUTICABA DE SABARÁ

Mais um presente!

MAIS UM PRESENTE!

Escrever um livro,

Plantar uma árvore

Criar um filho

Acho que estou bem encaminhada

Já fiz os três…

Mas não estou pronta para ir embora

Quero ver os frutos de cada um

Do livro escrito com prazer

Da árvore cuidada com carinho

Dos filhos, razão do meu viver…

Mais um Engenheiro, agora são dois

E com selo de qualidade UFMG, que é inquestionável

Motivo de orgulho e admiração

E todo amor da família SANTOS

“Minha” contribuição para esse mundo cão

Que sua dedicação gere bons frutos, meu filho

Parabéns! Felicidades! Te amo!

Mamãe

Alda M S Santos

1000 seguidores

1000 SEGUIDORES

1000 seguidores

21 meses de blog VIDA, INTENSA VIDA!

1507 posts

19150 visitantes

São números, mas significativos para mim…

Uma blogueira “escritora” feliz e agradecida!

Meu carinho especial a cada um de vocês!

Obrigada! 😘🙏

Alda M S Santos

1º de Abril

1º DE ABRIL
De todas as mentiras,
Desde as que querem ofender
Às que visam proteger
As mais cruéis de todas
São as que pregamos em nós mesmos.
E nos afastam de quem somos.
Alda M. S. Santos

E o dia do homem? 

E O DIA DO HOMEM?

Perguntaram-me: por que Dia da Mulher, se não existe Dia do Homem? 

Ao longo da existência humana a mulher sofre tudo quanto é tipo de preconceitos e estereótipos.

 De criatura menos inteligente, inferior, objeto e serva do homem, percorreu um longo caminho para ter hoje direito a vez, voz, voto, valor… 

Tem uma profissão, seu espaço como cidadã, mãe, esposa/amante. 

É um ser independente física, financeira e emocionalmente. 

Não sou feminista e não prego superioridade de qualquer dos gêneros. 

Sou feminina, de rosa ou azul, pilotando o fogão ou um carrão e, como tal, defendo que homens e mulheres são seres iguais em direitos e deveres, cada um com suas semelhanças, diferenças e individualidades. 

Ambos são complementares entre si, não apenas em sua anatomia, mas em todas as áreas. 

Hoje, o desafio da mulher é enfrentar as inúmeras cobranças, inclusive as próprias, de indivíduo multifuncional. 

Não exigir tanta perfeição de si mesma como mãe, esposa, profissional, amante, dona de casa… 

E, além de tudo, estar sempre magra, linda, perfumada e sorridente. O dia é de reflexão para todos. 

Um VIVA A TODAS AS MULHERES e homens que se amam como filhos do mesmo Criador e se respeitam acima de tudo.

Alda M S Santos

Mulher! 

MULHER!

Ser humano do sexo feminino

Bela, mas que pode ser fera

Encantadora, mas que assusta

Frágil, mas de força descomunal

Levanta ou derruba com um olhar

Capaz de ser colo enquanto pede colo

Emoções de tirar o fôlego ou devolver o ar.

Submissa? Só se quiser!

Parceira? Pra quem merecer!

Inteira, mas que se faz metade

Para ter o prazer de completar e completar-se,

Sendo a metade de outro alguém.

Simplesmente, Mulher!

Alda M S Santos

Fins de ciclo

FINS DE CICLO

Fim de ciclo, conclusão de etapa

Reta de chegada, fita rompida no peito

Gritos de comemoração…

Vitória? Certamente.

Gostinho de dever cumprido. 

Sabor de nostalgia, saudades antecipadas.

Resumo? 

Sorrisos e lágrimas…

Toda chegada, nova partida

Todo fim, novo recomeço…

Em cada recomeço

Esperança em dias melhores

Fé Naquele que tudo acompanhou, tudo viu, tudo orientou, amou…

Os caminhos podem ser vários

Mais suaves, mais coloridos, mais convidativos…

Em frente! 

Alda M S Santos

Apenas a metade

APENAS A METADE

50 anos! Puxa vida! 

Parece muito tempo. É muito! 

Mas não sinto o peso deles. Ontem, eu tinha 10, queria logo ter 20. Pisquei algumas vezes e passaram-se cinco décadas. Não deixa de ser um marco importante. 

Momento de retrospectiva? Autoavaliações? Talvez. 

Penso que deve ser um momento de levezas. Não há mais tantas dúvidas, tantos questionamentos. Período em que quase sempre já nos conhecemos, nos aceitamos, não nos cobramos tanto, nem aos outros. 

Família criada, amores meus, amigos queridos, trabalho, bem, esse é uma história à parte. 

Nesse momento em que comemoro meus 50 anos de história, coincidentemente, também encerro minha carreira no magistério. 

Vários já me perguntaram qual a sensação. Dever cumprido? Sim. Mas um sentimento de perda. Uma dorzinha no coração sinaliza grandes momentos de saudade. Sei que serei muitas vezes acometida por ela. 

Agradeço muito ter tido a bênção de trabalhar com o que amo, meus pequenos, meus amores.

Dessa bênção muitos fizeram parte. 25 anos com a maioria deles, outros menos tempo, mas não menos importantes. 

Vários não estão mais comigo, lamentavelmente.

Todos deixarão marcas eternas em mim, diferentes e especiais.

Quanto à família, é meu tudo, meus grandes amores, bênçãos! 

Encerro uma etapa. Mas uma nova se inicia. Parece um pouco assustador. Mas logo estarei adaptada à difícil tarefa de aposentada. 

Já que todos estiveram até aqui, não seria de bom tom me abandonar. 

 Não nos encontraremos na escola, mas no cinema, teatros, barzinhos, nas praias, sítios, balneários, resorts, por aí..

Conto com todos, sempre! Afinal, cheguei apenas à metade da minha vida. 

Minha gratidão eterna por fazerem parte de mim! 

Vamos ser felizes? 

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: