QUE HAJA POESIA

Que haja poesia em cada brisa que soprar
Que chegue em cada coração para repousar
Mesmo que não perceba o toque suavizar
Que possa se sentir bem, se encantar

Que haja poesia em cada grão de poeira no ar
Que seja magia e alegria esse leve flutuar
Em cada canto ou recanto que ela pousar
Possa se fazer entender, na alma sussurrar

Que haja poesia no brilho e calor do sol
Na música, no amor, nos beijos ao pôr do sol
Na Lua, na chuva, na entrega de um girassol

Que haja poesia nas asas das borboletas
No canto dos pássaros, nas suas piruetas
Em cada parte de nós, nossas várias facetas

Alda M S Santos