MILAGRES DIÁRIOS
Há dias que parecem vir pra gente sob encomenda. Nunca fui uma pessoa descrente, mas sempre me emociono e surpreendo com os milagres da vida.
Ouvir relatos e depoimentos de superação pela fé, lutas que pareciam inglórias serem vencidas, doenças serem tiradas com “as mãos”, acontecimentos que pareciam perdas se revelarem como ganhos, é de arrepiar.
Seria preciso a pessoa ser demasiado insensível, muito prejudicada emocionalmente ou racional demais para não notar a “magia” que nos cerca.
Analisando, penso que milagres cercam nossas vidas todo o tempo. Talvez a gente nem perceba, ou só note os “grandes” milagres nos outros. Pode ser que não nos julguemos merecedores.
Quantas vezes será que já não fomos desviados de um caminho perigoso, afastados de pessoas maléficas, protegidos contra situações arriscadas, sofrido apenas um mal físico?
Às vezes, um trajeto maior a percorrer, um “amigo” que se vai, um emprego que se “perde”, uma gripe forte, uma decepção amorosa, um trabalho exaustivo, um pequeno acidente, foram apenas os efeitos colaterais, o que ficou depois de recebermos o milagre.
Se isso acontece sem pedirmos, o que não conseguiríamos pela oração e pela fé?
Se Ele cuida de toda a criação, o que não faria por nós que somos feitos à Sua imagem e semelhança?
Em cada situação ruim devemos sempre pensar: o Pai estava aqui e me protegeu! Poderia ter sido pior.
Somos parte do milagre diário de Deus!
Alda M S Santos