Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

Choro

Estação das Águas

ESTAÇÃO DAS ÁGUAS

Não sei se é da época, das pessoas

Ou do que está mesmo dentro da gente

Uma palavra ríspida qualquer

Um mero descaso, pouco caso, mágoa

Até mesmo um gesto de carinho e cuidado

Sensibilizam, fragilizam, geram lágrimas…

Espírito de Natal, espírito próprio?

Sei lá!

Estação das águas….

Alda M S Santos

Quando foi a última vez que chorou?

QUANDO FOI A ÚLTIMA VEZ QUE CHOROU?

Qual a última vez que as lágrimas foram suas companheiras?

Muita gente sequer lembra, pois quase não chora.

Não porque não tenham motivos ou sejam insensíveis,

É porque costumam lidar de modo diferente com as dores e frustrações.

Alguns choram escondido, ou porque não querem preocupar o outro ou não confiam o bastante neles.

Outros já choram por quase tudo, emocionam-se e choram muito!

Não precisam estar infelizes, é um meio de expressar a emoção.

Choram por emoções boas: uma vitória, um amor correspondido, uma gentileza, um pôr do sol, uma tempestade,

Uma amizade reencontrada, um desejo satisfeito, um carinho gratuito, uma lembrança boa…

Ou pelas emoções tristes mesmo: decepções, saudades, desamor, dores diversas,

Perda de algo ou alguém, problemas de saúde…

Há ainda as que choram pelas dores e males dos outros, das pessoas queridas e amadas

Ou até mesmo pelos males da humanidade.

Lágrima também é vida!

Acho que tenho vivido muito ultimamente!

Alda M S Santos

Ultrassensível

ULTRASSENSÍVEL 

Aqueles dias que você sente que bastariam

A última gota d’água

Uma única faísca

Uma simples palavra 

Um breve olhar

Um suave toque, 

Um abraço singelo,

Para você: 

Cair no choro, na gargalhada

Querer sumir no mundo, desaparecer,

Explodir de raiva 

Alegria ou prazer…

Alda M S Santos

Sentimentos líquidos

SENTIMENTOS LÍQUIDOS

Diz a sabedoria popular que chorar lava a alma

Essa afirmativa pode ser questionável,

Mas sei que chorar alivia muitas dores

Físicas, emocionais, mentais,

Superficiais ou profundas…

Conter as lágrimas, prender os soluços, segurar o choro

É sufocar as emoções que necessitam de vazão

É represar sentimentos que precisam de manifestação

Lágrimas são sentimentos líquidos

E líquidos sempre encontram uma maneira de extravasar

Abrem caminhos, arrebentam comportas, acham uma saída,

Naturalmente, ou não…

Alda M S Santos

Chorar para quê? 

CHORAR PARA QUÊ? 

Choro de tristeza, choro de alegria

Choro de dor, choro de prazer

Choro de decepção, choro de raiva

Choro de medo, choro de susto

Choro de solidão, choro de saudade

Choro de expectativas frustradas, choro de mágoas acumuladas

Choro de admiração diante da beleza, 

Choro de amor debaixo do cobertor.

Choro sem porquê, choro porque sim! 

E porque choro alivio a pressão

Aliviando a pressão, cabem mais coisas dentro de mim

Preferencialmente, sorrisos…

Alda M S Santos

Isso é motivo, sim!

ISSO É MOTIVO, SIM!

Se tem uma coisa que irrita qualquer pessoa que chora,

É alguém dizer “Só isso? Mas isso não é motivo para chorar”!

Quem chora sofre de alguma dor intensa, ou alegria, sei lá!

Mas quem chora sabe! E muito bem!

Pode ser dor de dente, falta de dinheiro, doença, saudade,

Unha encravada, comercial de margarina, filme romântico,

Um jardim bonito, uma palavra mal dita, um sonho frustrado,

Ônibus lotado, amizade falsa, cabelos rebeldes, coração partido…

A quem observa cabe abraçar, dar colo, chorar junto…

O dia de todo mundo chega.

Num dia a gente sorri, em muitos outros a gente chora…

E vamos querer um abraço também!

Alda M S Santos

Por quem choras?

POR QUEM CHORAS?

Por quem choras? Parece óbvio! Por mim, por minha dor, minha mágoa, minha decepção…Choro porque fui ferida, atingida, machucada.

Quem causa tais sofrimentos que nos levam às lágrimas?

Um filho que adoece, sofre ou demonstra ingratidão?

Um amigo que não liga, não questiona nossa tristeza, não nos sorri ou abraça?

Um cônjuge distraído, sem afeto ou carinho?

Os pais que não reconhecem nosso esforço?

Um irmão que não é próximo o bastante?

Um amor que não corresponde aos nossos anseios?

Qualquer um pode nos fazer sorrir. O sorriso é simples, espontâneo e natural. É democrático. Despertado por qualquer um e distribuído a todos, sem discriminação.

Já as lágrimas são seletivas. Somente quem nos atinge fundo a emoção é capaz de fazê-las cair.

Sorrir é maravilhoso, mas as lágrimas nos mostram a profundidade de nossas emoções e sentimentos mais acertadamente. Por mais dolorosas que sejam, evidenciam a intensidade do nosso viver.

Uma fugidinha ao passado nos mostrará que os momentos de lágrimas foram os mais intensos.

Se quisermos saber quais são ou foram as pessoas mais importantes de nossas vidas, basta lembrarmos daquelas pelas quais vertemos lágrimas.

O mais importante é que se elas são realmente essenciais em nossas vidas, as lágrimas vertidas por elas são produtivas, mas os sorrisos são puro êxtase!

Aproveitemos ambos quando se apresentarem.

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: