DEMASIADO TARDE?

Seria demasiado tarde

Para acreditar na humanidade?

Idosos, grávidas e crianças de pé no metrô, esquecidos em sua condição especial

Mas lá fora uma mulher protege outras duas desconhecidas em seu guarda-chuva

Uns veículos velozes e descuidados espirram enxurrada nos pedestres

Outros param e cedem a preferência

Descaso, desamor, desrespeito e indiferença com o outro

Podemos ver isso por todos os lados nos mínimos gestos

Mas apenas um sorriso solícito de um funcionário

Um dar-se as mãos para atravessar a rua

Uma carona solidária, um olhar compreensivo

Um simples ato de carregar as sacolas pesadas de alguém

Qualquer sinal de preocupação e cuidado desinteressados

Fazem-nos crer que não é tarde demais

A humanidade ainda tem jeito!

Precisamos focar no que nos faz mais felizes

Há muita gente do bem, boas ações

Apenas o mal tem sido mais visualizado, semeado

Divulgado e propagado…

Vamos divulgar e propagar o bem

Plantar o amor verdadeiro em gestos simples…

Alda M S Santos