TEMPO DE AMOR

Diz o Grande Livro que há tempo para tudo
Tempos alegres, outros sisudos
Será que dá para definir bem
O tempo de cada coisa que nos convém?

Há tempos mais chorosos, conflitos internos
Há outros de muita dependência do externo
Mas todos requerem amor, esperança
Para poder seguir em nossas andanças

Quero tempo de luz, alegria e paz
Alimento da alma que no bem se refaz
E espalha ao mundo tudo que satisfaz

Seja em qual estação estivermos
Primavera, verão, outono ou inverno
Quero deixar brilhar o Sol, ser amor fraterno 

Alda M S Santos