Busca

vidaintensavida.com

poemas e reflexões da vida cotidiana

Tag

luz

Bom presságio

BOM PRESSÁGIO

Às vezes nossa luz míngua, meio assustadora
Desejo de ficar no cantinho, em hibernação
Mergulhar fundo na alma apaziguadora
Em busca de cura, de cicatrização

Mas algo nos impele, empurra pra frente
Diz: vá em busca de luz, de boa gente
Há delas para todo lado, felizmente
Reclamar do escuro é contraproducente

Há propósito para tudo, eu quero acreditar
A tristeza, a angústia têm razão de ser
Arrumar cada coisa em seu devido lugar
Sorrisos e lágrimas podem nos fazer crescer

Cuidar de si, cuidar do outro, evitar naufrágio
A humanidade avança por contágio
Seja pelo mal ou pelo bem, paga-se pedágio
Ser luz na escuridão é sempre bom presságio

Alda M S Santos

Uma luz na escuridão

UMA LUZ NA ESCURIDÃO

Como iluminar um espaço escuro
Trazer luz, brilho, torná-lo seguro
Que fazer para clarear o futuro
Nada temer, nada deixar obscuro?

É preciso saber de onde vem a escuridão
Se é física, emocional, qual a sensação
Se apaga o sorriso e deixa abalada a emoção
Ou quem aperta e deixa dolorido o coração

Aí dá para saber como fazer para iluminar
Se precisa do Sol, das estrelas, do luar
De Deus ou de um acessível coração para amar

Bom mesmo é a luz que brota de dentro para fora
Ela ilumina tudo, não se apaga, se demora
Atinge a tudo e a todos, dificilmente vai embora

Alda M S Santos
Tarde de Poesias: UMA LUZ NA ESCURIDÃO

Paz e Luz

PAZ E LUZ

Será que é preciso atravessar uma ponte
Lançar o olhar o mais distante possível
Deixar o coração procurar no horizonte
A paz que às vezes parece impossível?

Queremos tanto um mundo de paz
Que nos faça bem, que seja eficaz
E nos torne uns para os outros a luz
Aquela brilhante que nos ensinou Jesus

Um caminho iluminado e abençoado
Humanos mais solidários, bem amados
Quero ter para sempre ao meu lado

Que o olhar que busca a paz no interior
Que transmite luz para o mundo exterior
Transforme vidas pelo amor de Nosso Senhor!

Alda M S Santos

Na luz seguir

NA LUZ SEGUIR

A oração é o canal mais direto
Com o que há de mais bonito e certo
Quando oramos nos conectamos com o bem
Atraímos a luz, espalhamos amor também

Se ao orar pudermos também agradecer
Não nos esquecendo de mais ser do que ter
Ela se tornará mais certeira e abençoada
Paz, harmonia e alegria em nossa caminhada

A Criação nos fez para sermos irmãos
Solidariedade,  união, um dar-se as mãos
Assim evoluímos nessa dimensão

Se quisermos mesmo nos abençoar
Basta pedir, agradecer e agir 
Oração é o primeiro passo para na luz seguir

Alda M S Santos

Há luz no fim do túnel?

HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL?

Pode até haver uma luz no fim do túnel
Mas não quero dela depender
Não sei nem se chegarei até lá
Ou o que pode no caminho acontecer

Pode até haver uma luz no fim do túnel
Mas enquanto por aqui estiver enevoado
Prefiro ativar em mim algo abençoado
Para guiar meus passos, serem iluminados

Pode até haver luz no fim do túnel
Mas prefiro acender a luz que há em mim
Em algum lugarzinho bonito ela está sim

Pode até haver luz no fim do túnel
Mas confio em mim, nos abraços seus
Sei que essa luz não me abandona, vem de Deus

Alda M S Santos

Sigo a luz

SIGO A LUZ

Não importa se o caminho é longo
Se está complicado prosseguir
O cansaço assume, não deixa fluir

Sigo a luz..

Quando não consigo acreditar
Que tudo isso irá passar
E poderemos de novo nos abraçar

Sigo a luz…

Quando o brilho do Sol é insuficiente
A escuridão da noite é persistente
E fica impossível ser bom previdente

Sigo a luz…

Quando o amor é mais dor que calor
Quando o jardim já não tem mais flor
E tudo parece querer nos indispor

Sigo a luz…

Só a luz renova a energia
Só a luz promove a magia
Só a luz de Deus em nós, só ela
É capaz de em nós ser o guia

Sigo essa luz…

Alda M S Santos

Luz e sombra

LUZ E SOMBRA

Ora luz, ora sombra
Ora claridade, ora escuridão
E ali ficamos nós buscando equilíbrio
Entre a liberdade e a prisão

Entre luzes e sombras
Procuramos um caminho enxergar
Um passo após o outro
A trilha que irá nos acalmar

Fechamos e abrimos os olhos
Para com a penumbra nos acostumar
Inspira, expira, relaxa
Para a paz poder reinar…

Alda M S Santos

Acenda sua luz

ACENDA SUA LUZ


Se o caminho tem muitos pontos escuros
Seus planos estão cheios de furos
Há poucas pontes, muitos muros

Acenda sua luz!

Se a tristeza quer tomar conta
Tanto pesadelo que amedronta
Ser feliz ja é quase uma afronta

Acenda sua luz!

Se lá fora está muito nublado
Não se vislumbra um dia ensolarado
Querem te tornar desanimado

Acenda sua luz!

Alda M S Santos

Iluminando

ILUMINANDO

Sigo iluminando os caminhos pelos quais eu passo
Um esforço a mais para manter a esperança eu faço
Não dá para caminhar na escuridão
Não dá para viver sem luz no coração

Procuro voar, ainda que na aeronave da imaginação
Ou nadar nas águas profundas de minha emoção
Abasteço com o combustível de boas lembranças
De um viver de alegrias e muitas andanças

A vida vai se fazendo, estejamos inertes ou agindo
Marcas vão sendo em todos impressas
Em muitas almas tantas vezes controversas

Quero me encontrar em mim,
Preciso não me perder nesse louco motim
Por uma vida que faça sentido do inicio ao fim …

Alda M S Santos

Essa luz…

ESSA LUZ…

Passa por pequenas frestas

Clareia o caminho, nos guia

Tantas vezes é ignorada

Essa luz é condutora de energia

Passe o tempo que passar

Sempre será ela a mais procurada

Essa luz acende esperanças, insiste

Invade recantos mais escuros

Não teme a dor, não desiste

Escala montes, derruba muros

Essa luz reflete o que há na alma

É condutora, principalmente de amor

Abre trilhas, constrói pontes

Atrai e une sentimentos e pessoas afins

Liga, conecta interior ao exterior

Essa é a luz do Senhor!

Deixe-se iluminar!

Alda M S Santos

Luz e sombra

LUZ E SOMBRA

Ora luz, ora sombra

Ora claridade, ora escuridão

E ali ficamos nós buscando equilíbrio

Entre a liberdade e a prisão

Entre luzes e sombras

Procuramos um caminho enxergar

Um passo após o outro

A trilha que irá nos acalmar

Fechamos e abrimos os olhos

Para com a penumbra nos acostumar

Inspira, expira, relaxa

Para a paz poder reinar…

Alda M S Santos

Sempre a luz

SEMPRE A LUZ

Ora em tons de verde, florido, claro, quentinho

Ora cinzento, frio, escuro, fosco, triste

Mas a luz está sempre lá…

Quantas pegadas foram deixadas para trás

Quanto há dessa estrada a percorrer

Mais, menos… não sabemos

Mas a luz está sempre lá…a chamar

Quantas vezes quisemos voltar, parar, seguir

Sorrir, chorar, gritar, silenciar

Pular partes, sentar, desistir

Vencer tudo de uma vez só

Mas a luz estava sempre lá…a nos chamar

Vamos construindo passo a passo esse caminho

Lentamente, apressadamente, andando ou correndo

Mas a luz está sempre lá…

Sentimentos se alternando em nós, humanamente

Bem acompanhados, muitas vezes, agradecidos

Solitários e meio desamparados em outras, descrentes

Mas a luz está sempre lá…

Ela é nossa bússola, nosso guia

Aquela que nos traz de volta aos trilhos

Nas vezes em que, por imperícia, descarrilhamos

Ela é nosso objetivo

Sempre a luz…

Sempre a busca incessante pela luz

É ela que nos fortalece e anima

Quanto falta? Não sei…

Sei que sigo a minha Luz…

Alda M S Santos

Nossa estrela

NOSSA ESTRELA

Quanto menos luz externa

Mais a luz interna se faz necessária

Para não nos perdermos na noite escura…

Felizmente, a bateria dela é recarregável

Não se estoca, não se acumula

Possui vários modos de acionamento

Só se esgota por falta de atividade

Quanto mais se usa, mais se tem

Quando a vida ficar mais escura lá fora

Quando os medos forem grandes

Os pesadelos maiores que os sonhos bons

Mais nossa estrela precisará brilhar dentro de nós

E quanto mais ela brilhar dentro de nós

Mais ela poderá atingir nosso entorno

E meu brilho com seu brilho

Pode nos iluminar e iluminar parte desse mundo

Enquanto estivermos por aqui

Quiçá quando dele partirmos também…

Brilhemos juntos, coração com coração!

Alda M S Santos

Fotossíntese

FOTOSSÍNTESE

Enquanto houver sol

Enquanto ele despontar reinando no horizonte

Seremos alimentados por seu brilho e calor

Por sua capacidade de gerar vida

Quando ele se for

Estiver encoberto por nuvens escuras

Ou ceder lugar para a noite

Auxiliados pelo que ele deixou

Buscaremos luz e calor em nosso interior

Faremos nossa própria fotossíntese

E manteremos a vida saudável em nós…

Alda M S Santos

Farol de bondade

FAROL DE BONDADE

Em meio a tantos caminhos confusos, trilhos quebrados, vagões desconectados

Sempre aparecerá uma placa, uma bússola, um sinal indicando a direção

Em meio a tantas dúvidas e inquietações

Sempre haverá um alguém a dizer boas e sábias palavras, estimulando a reflexão

Em meio a tantas exclusões, preconceitos e mania de superioridade

Sempre surgirá um abraço acolhedor, fraterno, irmão

Em meio a tanto desamor e individualismo

Sempre haverá alguém a nos amar acima de tudo, ser o anjo protetor do nosso coração

Em meio a tantos túneis escuros e repletos de maldade

Sempre haverá um farol de bondade e esperança, ainda que na contramão

Para todos aqueles que, de enxergar o lado bom da vida, não abrem mão…

Alda M S Santos

A luz que me rodeia

A LUZ QUE ME RODEIA

Tento capturar a luz que me rodeia

Trazer esse brilho que irradia para mais perto

Iluminar recônditos secretos dentro de mim

Torná-los mais claros para minha aceitação e compreensão

E, mais iluminada, poder compreender melhor os demais seres

Quero usar esse facho de luz para ofuscar o que machuca

Esse calor para aquecer o que está frio, em espera

Para cauterizar o que ainda sangra

A luz que somos só é válida se o calor que traz consigo

For capaz de iluminar e aquecer a nós

E a todos no nosso entorno…

Luz e calor que recebemos, que propagamos, que partilhamos

É luz e calor que não se acaba…

Alda M S Santos

Nossos rastros

NOSSOS RASTROS

Nesse ora tão longo, ora tão breve caminho da vida

Seguimos as marcas deixadas por nossos antecessores

Em forma de pegadas, de palavras, de registros escritos

Um sentimento, um exemplo, um sinal qualquer a nos guiar

Nem todas as marcas são positivas, mas ensinam

Percebemos as que não levam a lugar algum

As que são voltas desnecessárias

As que levam para um beco sem saída

As que nos jogam num buraco perigoso

As que são certeiras e relaxantes

As trilhas que precisam ser reconstruídas

Algumas mudam, deixam de ser adequadas

Surgem outras mais tranquilas ou mais difíceis

A nós cabe o discernimento para fazer a melhor escolha

Não devemos nos esquecer que somos deles sucessores

Mas que somos antecessores daqueles que vêm atrás de nós

É uma caminhada feita há milênios

E outros quantos milênios virão?

Nossa tarefa é melhorar a trilha e as marcas sempre

Precisamos seguir…

Nem que seja para não decepcionar quem já foi

Ou quem ainda vem em nosso encalço seguindo nosso rastro…

O brilho de nossa luz…

Alda M S Santos

Farol

FAROL

Luz forte no alto de uma torre na escuridão total

Serviam de guia, de alerta, de aviso aos navegadores solitários

Desviavam navios de perigos vindos de montes de terra que irrompiam em alto mar

E poderiam fazê-los perecer

Fachos de luzes intermitentes, potentes, constantes, brilhantes

Refletidas a longas distâncias

Mas nem toda luz livra do perigo ou do mal

Até mesmo os faróis tiveram os seus “afundadores”

Aqueles que se passavam por alertas do bem

Quando na verdade era luz falsa que emitiam

Para atrair navios para zonas perigosas e saqueá-los

Cacos de vidro se passando por diamantes

Até mesmo a luz pode enganar, pode cegar

Podemos muitas vezes enxergar melhor em exígua luz

Ou até mesmo na escuridão em que a vista se acostumou

Do que numa forte luz enganosa…

A luz que vem de dentro é a que ilumina verdadeiramente!

Alda M S Santos

Estrelas

ESTRELAS

Deite-se sem medo!

Na relva fria no campo, na areia úmida da praia, na rede na varanda

Na laje de casa, na cobertura de um arranha-céu, num banco da praça

Sozinho ou acompanhado, não importa…

E olhe para o céu, para as estrelas, para a imensidão além de nós…desconhecida

Sempre pensamos nas pessoas que amamos e se foram, “viraram estrelinha”

Sempre procuramos uma estrela cadente para fazer um pedidos

A cada vez tudo é diferente, nova posição, mais ou menos brilho

Sensação intensa, louca de alçar voo, subir, subir…

Alcançar aquela maravilha toda, aquele brilho, aquelas vidas…

Será que elas também nos observam de lá, que também querem nos abraçar?

Quantas estrelas temos a brilhar do lado de lá?

Alda M S Santos

Foto: Everaldo Alvarenga

Acendendo nossa luz

ACENDENDO NOSSA LUZ

Dons que todos temos, mas que pouco desenvolvemos

Acender ou apagar, ligar ou desligar

A energia necessária para viver e fazer nossa luz propagar

Uns encontram uma faísca de luz num completo breu

Outros apagam até um holofote

Uns transformam nossos cacos de vidro em diamante

Nossas pedras em ouro, nossas dores em esperança

Outros, apagam nosso sorriso com críticas, veem nossa alegria como algo irritante

Uns buscam o que há de bom até nos defeitos

Outros, ao contrário, querem, a todo custo, encontrar o que há de ruim nas qualidades

Na triste incapacidade patológica de verem qualidades em si mesmos

Tentam também não enxergá-las nos outros

Pior, enaltecem apenas o ruim dos demais e até de si mesmos

Visam apagar tudo que o outro tem e o faz um ser único, especial

Inconscientemente, acabam apagando a própria luz

E, talvez, um possível gerador de luz e brilho que o outro poderia vir a lhe ceder…

Alda M S Santos

Sou feita, não perfeita!

SOU FEITA, NÃO PERFEITA!

Sou feita de tudo aquilo que me cerca

Dos carinhos que recebo, das lágrimas que verto

Da luz que emito, da escuridão em que me meto,

Das emoções que compartilho, dos sonhos desfeitos,

Das esperanças que nutro, das decepções que engulo,

Dos topos que atinjo, dos tombos que levo…

Sou feita, estou sendo feita!

Sou feita, não perfeita!

Alda M S Santos

Multiverso

MULTIVERSO

Fazer parte de um multiverso

Sentir-nos parte 

Sendo, ao mesmo tempo,

Tão pequenos perante tudo

Tão grandes e importantes 

Perante nós mesmos

De onde flui qualquer mudança significativa.

Somos fundamentais, mas não maiores que nada!

Alda M S Santos 

Quando a luz cega

QUANDO A LUZ CEGA
A escuridão dificulta a visão que a luz possibilita,
 Todos temos isso como certo.

Mas e quando é a luz que nos impossibilita de ver?

Pouca escuridão nos permite enxergar melhor,

Que o excesso de luz…

Um amor bem dosado é mais valioso,

Em todos os seus tons e matizes,

Que seus excessos: para mais ou para menos.

Se é que pode-se chamar de amor essa versão…

Excessos, sejam quais forem, podem ser danosos,

Simplesmente, porque prejudicam nossa capacidade

De visão e análise!

Alda M S Santos

O lado escuro da noite

O LADO ESCURO DA NOITE
O lado mais escuro da noite não está lá fora
Ele fica dentro da gente, na nossa inconsciência.
É escuro quando a gente entra sem querer
É perigoso e triste quando não conseguimos sair.
Tudo é sombrio, atemorizante, aterrador…
Mesmo assim a gente luta, a gente enfrenta,
A gente não se acovarda, corre se precisar,
Foge se acreditar que é a melhor saída.
Amigos viram inimigos, cruéis, incapazes de ajudar,
Inimigos tornam-se piores ainda.
O real não existe, o irreal toma conta, lágrimas, idem.
Até que a luz retorna, a consciência volta, o fôlego também.
Até a próxima noite escura…
Até quando?
Alda M S Santos

Além das nuvens

ALÉM DAS NUVENS

Quando tudo parecer nebuloso e sombrio

E nenhuma luz ou calor der sinal de vida

Elevemos a altitude, voemos alto, busquemos o Alto.

Além das nuvens costumamos encontrar novo tempo,

Mais calor, mais luz, mais energia e paz.

Alda M S Santos

Luzes e Sombras

LUZES E SOMBRAS

De nada adianta reclamar da sombra.

Se ela ainda se forma há esperanças!

Sombra só torna-se perceptível onde há luz.

E não convém eliminar a luz que a possibilita.

Ao contrário, mantendo a atenção na luz,

O “objeto” que a intercepta e sua sombra

Tornar-se-ão insignificantes.

Alda M S Santos

Nossa luz

NOSSA LUZ

A luz que brilha em nós

Ou as sombras que a interceptam

Só nós permitimos que se apaguem

Só nós podemos fazê-las voltar a brilhar. 

Alguns podem até tentar,

Mas só conseguirão se autorizarmos

Ou dermos licença para tal.

A força que brilha em nós 

É forte e soberana, 

Sempre terá supremacia!

Alda M S Santos

Dores

DORES

Uma sombra escura, uma luz que não clareia,

Um sorriso que não ilumina, uma palavra que nada diz,

Uma fome insaciável, uma sede não identificada,

Um silêncio inoportuno, uma distância forçada,

Uma mágoa contida, um olhar apagado,

Um amor não correspondido, um desejo represado,

Um sonho tão sonhado, não realizado,

Um tempo tão longo, tão improdutivo,

Uma realidade dura, crua, não digerível,

Uma esperança que morre, por fim.

Ausências, ausências, ausências…

Uma energia que se esvai e se esgota,

De onde tudo deveria brotar…

Alda M S Santos

Escuridão

ESCURIDÃO
As estrelas brilham mais
Numa noite mais escura
Há benefícios na escuridão!
A luz é benéfica, mas, se forte demais, cega nossos olhos.
Distrai nossa mente,
Impossibilita que a gente enxergue algo próximo e, muitas vezes, óbvio.
Na escuridão, somos obrigados a acionar outros sentidos.
Que possibilitem ver o que precisamos
E que não estão ao alcance dos olhos,
Mas dos sentimentos, da nossa alma.
Na escuridão, um pequeno foco de luz que encontramos no fundo de nós,
Tal qual vagalume no breu da noite,
É valioso e ilumina tudo
Lá fora, ou cá dentro…
Alda M S Santos

Primeira parada

PRIMEIRA PARADA 

Quando nos faltar algo, não importa se bem material, físico ou emocional e não soubermos onde procurar, o melhor caminho é Deus. 

Deus é “depósito” de estradas, de luz, de inspiração, de sabedoria. 

Nele temos a certeza do colo, do carinho, da compreensão, do amor, do perdão…

Em qualquer circunstância, se ele não for a primeira parada do caminho, tudo fica mais difícil. 

Se O levarmos conosco, Ele será nosso guia e não nos perderemos mais! 

Que seja nosso companheiro inseparável! 

Alda M S Santos

Guanhães -MG

Afrontas

AFRONTAS

Ser inteligente é saber e aceitar que a força, a luz, a alegria e beleza do outro não existem para nos afrontar … 

O objetivo é agregar, não segregar…

Todos têm algo a oferecer…

Todos têm algo a receber. 

Quem foge do que o outro apresenta impossibilita o próprio crescimento. 

Aquele que não é receptivo para o novo e o diferente vive estacionado. 

Mesmo porque, ninguém é força, luz, alegria e beleza todo o tempo. 

Há dias que tudo é cinzento e apagado. 

Quem entende e aproveita as oportunidades de crescimento e as possibilita para o outro é mais feliz!

Alda M S Santos 

Força sobre-humana 

FORÇA SOBRE-HUMANA 

Sempre que observo as mariposas fico impressionada. Como são insistentes e “cegas” pelo poder da luz. 

De lâmpada em lâmpada, meio desesperadas, dominadas por tanto fascínio, vivem e morrem em busca de luz. 

Já vi colocarem uma bacia d’água sob a lâmpada. O reflexo da luz na água as engana, elas mergulham e morrem afogadas.

Como elas, somos seres persistentes, insistentes, corajosos. 

Podemos “quebrar a cara” inúmeras vezes, sermos enganados por falsa luz, mas continuamos a insistir nessa coisa maravilhosa que chamamos VIDA. 

Nunca desistimos do amor, da amizade, da felicidade. 

Como a mariposa insistente em torno da luz, podemos nos queimar, machucar, esfolar todo, mas voltamos ao mesmo ponto.

Há algo em nosso DNA que nos faz ser mais fortes que tudo, nos faz ignorar certas coisas, enfrentar outras, nos aliarmos ao que nos faz bem…

Só precisamos nos cuidar para não seguirmos a sina das mariposas, vivermos e morrermos em torno da luz sem nunca tê-la alcançado verdadeiramente.

Alda M S Santos

A luz da escuridão

A LUZ DA ESCURIDÃO

A luminosidade é linda! Nela, tudo podemos enxergar: cores, formas, brilhos. Porém, os olhos ficam dispersos em meio a tantas informações visuais. 

Na escuridão tudo parece breu. A ideia é de que nada se pode ver. Mas a partir do momento em que se acostuma a vista, percebemos o importante, captamos o essencial, enxergamos algo nunca visto na claridade. Enxergamos o que pode ter passado despercebido em meio à luz intensa. 

Penso que Deus permite que enfrentemos a escuridão para enxergarmos algo de bem valioso. Em Sua sabedoria nada é por acaso. 

Devemos continuar curtindo a luz. Mas quando tudo parecer escuro, que possamos firmar a vista e enxergar o que importa. Deus quer chamar nossa atenção para o essencial. 

Que sejamos capazes de enxergar a luz que há em toda escuridão! 

Alda M S Santos 

SERES MÚLTIPLOS 

Uma mesma pessoa pode se tornar inúmeras, dependendo das necessidades e do olhar das outras com as quais interage. Podemos representar ao mesmo tempo tudo ou nada, amor ou rancor, alegria ou frustração, prazer ou insatisfação. Podemos atraí-las inspirando paz, felicidade, disposição, aconchego, carinho, ou podemos afastá-las, representando perigo, angústia, inveja, tristeza, desamor. Por isso, mesmo que difícil, não deveríamos nos surpreender ou entristecer com pessoas que se aproximam tanto e com outras que se afastam repentinamente. A conclusão é que somos para os outros aquilo que cada olhar, cada ser necessita em nós. Isso depende pouco de nós, mas depende muito da alma carente e das necessidades de cada um. A recíproca também é verdadeira. Precisamos nos concentrar no amor, na bondade, na autenticidade, na alteridade e na luz que temos, e prosseguir sempre em frente e com Deus no coração. Cercar-nos de pessoas iluminadas. Assim, nossa luz brilhará sempre. Alguns serão atraídos por ela, outros precisarão de tempo para se acostumar, já outros, simplesmente não poderão com ela. ♥♥Alda M S Santos 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: